publicidade

Roberto

Futebol

O que mudou após a parada da Copa América

Compartilhe

Por Roberto Alves
16/07/2019 - 04h45 - Atualizada em: 16/07/2019 - 04h45
(Foto: Tarla Wolski / Especial)

Com uma única rodada realizada após a Copa América, acho cedo para uma análise do que fizeram os clubes durante a paralisação. Cedo, na verdade, não é, afinal os nossos representantes na Série A pontuaram muito pouco em nove rodadas. O reinício com duas derrotas aumenta a preocupação do futebol catarinense em relação às vagas na elite do futebol brasileiro. Apenas observações.

Avaí

Veio com uma maneira um pouco diferente de jogar. O técnico posicionou o time mais na frente, desenterrando-o do sistema defensivo. A marcação sob pressão, em certos momentos do jogo em Fortaleza, também foi interessante. Faltou ataque e um pouco mais de trabalho de qualidade no meio. Alberto Valentim sabe que terá de mexer no time.

Chapecoense

Sinceramente, não vi muita mudança no Verdão. O gol de Everaldo a 27 segundos de jogo passou a impressão de que a vitória seria até tranquila. O Atlético-MG, sem vários titulares, foi aos poucos assumindo as rédeas do jogo, deu-se o luxo de perder um pênalti e virou o placar nos acréscimos. Era jogo para três pontos, mas os questionamentos continuam: Ney Franco vai resolver? É dele unicamente a responsabilidade pela campanha ou o elenco precisa ser revisto?

O melhor

Na Série B do Campeonato Brasileiro tivemos duas vitórias,a começar pelo Criciúma, diante do Coritiba, e o Figueirense, sábado, arrasador contra o América-MG. O Alvinegro mostrou progresso em campo. Time focado e com os jogadores mostrando claramente que têm objetivos no campeonato. O Figueirense caminha para alcançar o G-4, o que pode acontecer já na sexta-feira diante do Londrina, em casa, às 19h15min. 

Detalhes

Bem na defesa, com Victor Guilherme ganhando a lateral direita, e dúvida ainda com Matheus Destro na esquerda. Meio de campo consolidado com Zé Antônio – não sei como ainda questionado –, e Betinho, bem calçados por Tony e pela linha de três atacantes com Rafael Marques começando a dar respostas. Talvez uma pequena dúvida em um dos atacantes de lado, já que Willian Popp fez uma grande partida atuando pelo lado esquerdo no Independência. 

Greve

Jogadores do Figueirense se apresentaram nesta segunda-feira (15) pela manhã, no CFT do Cambirela, reuniram-se com o técnico Hemerson Maria e foram embora sem treinar. Salários atrasados é o motivo.

Aconteceu

A imprensa está noticiando, assessoria do clube vai desmentindo, o alerta é feito quase que diariamente e agora aconteceu. Os Jogadores deram um basta na situação.

Nati

Natália Pereira continua dando as cartas e jogando de mão. Atuando no Paris World Games, Nati jogou pelo sub-12 do Boca Juniors de Campinas (SP ), time masculino, e conquistou o vice-campeonato da Série Ouro. Pelo time feminino sub-14 XL World Soccer, de Orlando (EUA), ela ficou em 4º lugar. Agora está na Suécia para jogar no Gothia Cup. Fazendo sucesso.

Leia também: Uma novidade no calendário do futebol catarinense: ouça o comentário

Deixe seu comentário:

publicidade