publicidade

Navegue por
Roberto

Análise esportiva

Projeto comprometido

Compartilhe

Por Roberto Alves
04/03/2019 - 07h30 - Atualizada em: 04/03/2019 - 07h30
Crédito: Guilherme Hahn, Especial

Mais uma derrota do Tubarão no sábado, e o seu projeto de alcance nacional no futebol poderá ficar comprometido. No jogo contra o Figueirense percebemos que o time não é o que imaginávamos. Falta-lhe um pouco de alma aliada à qualidade. O Figueirense aproveitou bem as limitações do Tubarão para vencer o jogo.

A posição

E quando se diz que o time não é para estar na zona de rebaixamento e quando isso não se confirma? Muitos erros de passe, dois ou três jogadores interessados no jogo, e um Figueirense construindo a cada minuto a vitória.

Como foi

Hemerson Maria diz que não, mas o Figueirense geralmente começa o jogo esperando o adversário. Foi assim em Tubarão. Uma bola roubada na defesa chegou a Willian Popp num lançamento ponta a ponta para o atacante marcar um golaço. Daí pra frente, marcação forte e contra-ataque. Continua faltando um meio de campo mais sólido, até porque o técnico precisa começar a pensar seriamente por que Zé Antonio e Betinho caíram tanto de produção.

Tem bola

O Marcílio Dias já não é mais uma surpresa no campeonato. Seu futebol vai se consolidando a cada rodada. Em Criciúma, saiu na frente e sofreu o empate, que deve ser comemorado. O Tigre, por sinal, não consegue se firmar e oscila muito, mostrando dificuldade de chegar ao G-4. O Marinheiro pode ser a grande novidade na fase semifinal do Estadual, e com merecimento.

Venceu, mas...

Com um time reserva, a Chapecoense teve muita dificuldade em passar pelo Metropolitano. Venceu, e isso era o mais importante. Está pensando mais na Copa do Brasil, em que joga no meio de semana em Cuiabá. Manteve sua posição na tabela, mas os questionamentos continuam por conta do futebol que anda jogando.

De volta à liderança

Um primeiro tempo muito superior encaminhou a vitória do Avaí sobre o Joinville na Ressacada, por 3 a 0. Mesmo com um time alternativo, o placar diz bem o que foi o jogo. Avaí marcou 14 gols na Ressacada e não sofreu nenhum até agora no campeonato deste ano. Caio Paulista foi destaque no primeiro tempo, enquanto no segundo houve um certo desinteresse do time azurra, que foi definir o placar apenas aos 35 minutos. O Joinville voltou a decepcionar, e cada vez fica mais difícil sua chegada à fase semifinal da competição.

No Augusto Bauer, o Brusque confirmou a boa fase e venceu o Hercílio Luz, se aproximando do Marcílio Dias na disputa pela quarta posição do campeonato.

Positivo

As entrevistas do técnico Hemerson Maria. Você até pode discordar de alguns pontos, mas tem que reconhecer que ele faz uma leitura do jogo convincente. Sua forma de trabalhar, oportunizando chance a todos, é bem compreendida. Bom de ouvi-lo.

Negativo

Neste momento, o futebol do Tubarão não passa esperança ao seu torcedor. Time foi vaiado mais uma vez ao final do jogo com o Figueirense. Muitos erros, falta de organização e de desejo para ganhar o jogo. Se não reagir rapidamente vai ter problemas no futuro.

Perda

O final de semana foi marcado pelo falecimento de um dos grandes técnicos de basquete de Santa Catarina. Jorge Martins, que tantas vezes dirigiu a seleção de Florianópolis nos Jasc nos deixou. Preciso fazer o registro de um dos melhores profissionais e figura humana que conheci.

Do Carnaval

O ponto alto do Carnaval de Florianópolis está no desfile das escolas de samba que vi pela NSC TV, a nossa Santa Catarina.

A Considerar

- O problema financeiro afetou, claro, a montagem das escolas. Mudança de regulamento, obrigando apenas duas alegorias por escola, a diminuição do número de componentes, o custo das fantasias, afetaram a qualidade do trabalho.

- Nem por isso o espetáculo deixou de ser bonito, principalmente, visto pela televisão. Mesmo reconhecendo o trabalho artístico dos carnavalescos, o entusiasmo dos componentes, esperava mais das grandes escolas.

- A bem da verdade, não vi a Consulado, que geralmente não dá um desfile técnico. Houve equilíbrio entre as demais, onde exatamente esperava mais.

- Esta historia de desfilar às 17h (Grupo de Acesso) não foi legal. Sol, calor, falta de brilho e de público.

Vamos repensar, gente!

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação