nsc
    nsc

    Rodada do Catarinense

    Tigre leva susto, Marcílio mostra a que veio, campeão e vice fazem jogo fraco no Estadual

    Compartilhe

    Roberto
    Por Roberto Alves
    23/01/2020 - 10h56 - Atualizada em: 23/01/2020 - 12h57
    Criciúma vencer de virada por 2 a 1 (Foto: Guilherme Han, Especial)
    Criciúma vencer de virada por 2 a 1 (Foto: Guilherme Han, Especial)

    Criciúma abriu o Catarinense, leva susto, mas vence

    Moisés foi o autor do primeiro gol do campeonato. Não foi o suficiente para o Concórdia fazer um resultado bom. A virada do Tigre era o mínimo que poderia acontecer para a estréia de um dos grandes do futebol catarinense na competição. A virada começou com Jajá empatando e sendo um dos bons jogadores do Tigre inclusive sendo bastante aplaudido quando foi substituído. Carlos César, de pênalti, virou o jogo. Uma vitória importante por 2 a 1 em casa, e se assim não fosse a largada do Criciúma já teria muitos questionamentos. Jogo teve gol anulado do Concórdia, pênaltis e muitos questionamentos. Torcedor do Tigre saiu com uma pulga atrás da orelha. Calma gente é o primeiro jogo.

    Marcílio Dias mostra a que veio

    Um jogo de equilíbrio mas resolvido através de um contra ataque onde Nathan foi feliz na complementação da jogada marcando o único gol do jogo. Uma vitória importante em cima de um adversário que tem objetivos bem definidos no Estadual. O Marcílio Dias montou um time praticamente novo e iniciou bem mais cedo sua pré temporada. É o próximo adversário do Avaí na segunda-feira (27) na Ressacada em jogo de portões fechados.

    Campeão e vice fazem jogo tecnicamente fraco

    (Foto: )

    Mesmo considerando que é a primeira rodada do Estadual, jogadores sem o condicionamento físico ideal e a visível falta de entrosamento dos dois times, o jogo na Arena Condá deixou muito a desejar. O resultado foi bom para o Avaí que jogou fora de casa. Também não foi ruim para a Chape.  É bom lembrar que mesmo dando-lhes o desconto necessário de início de temporada, tanto a Chape como o Avaí mostraram muito pouco para título. Claro, é cedo e muita coisa vai acontecer. A Chapecoense voltou a sua realidade de uma equipe mais modesta em relação aos times anteriores, e o Avaí tem a obrigação de melhorar muito e mais rápido possível já que foi o time que melhor contratou.

    Jogadores até viram um crescimento em relação ao primeiro jogo de sábado na Recopa.

    A visão do Inácio

    Augusto Inácio
    Augusto Inácio
    (Foto: )

    Augusto Inácio usou três zagueiros, acho que até por uma necessidade, embora tenha dito que gosta de variar no  esquema de seus jogos.

    Suas explicações:

    Viu progresso do time em relação ao jogo contra o Brusque. Defesa e meio em crescimento, porém o ataque mais uma vez nada. Precisa logo de uma vitória para tranquilizar o grupo.

    A visão do Hemerson

    Hemerson Maria
    Hemerson Maria
    (Foto: )

    O técnico da Chapecoense gostou do seu time. Tudo em cima do primeiro jogo do campeonato, do qual nunca se pode esperar muito. Maria acha que o Avaí jogou para não perder, o que é um pouco diferente do que vimos. O torcedor do Verdão vai ter de se acostumar com um time bem mais modesto este ano, mas um pouco mais competitivo. O resultado não foi ruim, já que o adversário é um dos candidatos ao título. Jogo grande, qualquer placar é normal.

    Dois jogos

    Nesta quinta-feira (23) o primeiro jogo é às 19h entre Joinville e Tubarão. Depois tem às 21h entre Figueirense e Juventus.

    As expectativas maiores estão sobre Joinville e Figueirense, sempre dois candidatos ao título. Vejo o Figueirense como favorito, sem conhecer o time do Juventus. Dúvidas quanto ao Joinville, que montou um time mais experiente.

    Está na hora

    Tenho sido repetitivo no assunto mas volto a ele. Se o futebol da Arábia quer levar Luan Pereira do Avaí, que se faça o negócio. Bom pra ele, para o clube e sua carreira. Garoto bom, futebol de futuro, que não deslanchou no Avaí, e com chances de acontecer lá fora. Incentive-o, por favor. Em Chapecó, mais uma vez ele não aconteceu.

    A entrada de Bruno Silva no segundo tempo deu mais força ao meio de campo do Avaí.

    Ari Moura foi uma boa contratação da Chape. Foi o melhor do jogo.

    Me impressiona a disposição e a raça de Alan Ruschel.

    Grito de guerra da torcida azurra: “Não temos ataque”.

    E a Copinha, hein? Grenal na final vai parar o Rio Grande do Sul. Mereceram. É sábado, às 10h, no templo paulista do futebol: o Pacaembú.

    Novos tempos

    Do narrador esportivo da Super Condá, Ivan Carlos, ao abrir a jornada esportiva de quarta-feira à noite na Arena Condá, quando da entrada em campo do Verdão.

    "Sai a prepotência e a arrogância. Entra a nossa realidade".

    Jasc em Florianópolis

    (Foto: )

    Entidades técnicas, Fundação Municipal de Esportes, Secretaria de Cultura Esporte e Juventude da Capital estiveram na Fesporte fortalecendo a ideia de sediar os Jasc de 2021. É muito provável que isso aconteça, pois a Capital tem toda a estrutura para a realização do evento.

    Entendo que o Jasc hoje é para cidades de médio porte que podem concentrar tudo quase num mesmo local e com distâncias pequenas de uma modalidade para outra. Em cidades maiores, o Jasc corre o risco de passar despercebido, como já aconteceu. Há que se fazer uma grande mobilização. O secretário Ed Pereira fez uma explanação das vantagens de Floripa sediar o Jasc.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas