nsc
nsc

Mobilidade

Após seis anos, PAC de R$ 100 milhões em Joinville ainda não usou nem metade dos recursos

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
10/04/2021 - 08h33
Requalificação da rua Blumenau é uma das obras concluídas do PAC
Requalificação da rua Blumenau é uma das obras concluídas do PAC (Foto: Mauro Schlieck, Arquivo pessoal)

O futuro do PAC da Mobilidade está em avaliação pela prefeitura de Joinville, sem decisão sobre quais as próximas obras a serem licitadas. O governo Adriano Silva quer concluir o pacote de obras viárias, mas está analisando as prioridades em conjunto com outros projetos já previstos. A atual administração tem pouco mais de três meses de mandato, mas o PAC já se arrasta há anos e ainda está distante da execução completa.

> Prefeitura de Joinville vai tentar manter temporários por mais tempo

> Ônibus de Joinville terão linhas expressas para reduzir movimento no terminal central

> Até agora, prefeitura de Joinville nomeou 418 dos 507 cargos de confiança

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

O empréstimo de R$ 100 milhões foi contratado no início de 2015 e, passados seis anos, teve executados em pouco mais de 30% do previsto. Em resumo, o PAC é um conjunto de melhorias de vias de grande tráfego e construção de três pontes. Foram concluídas as obras em segmentos das ruas São Paulo e Santa Catarina e em toda a extensão da Blumenau. Estão em andamento as obras no Boa Vista (Aubé, Albano Schmidt e Helmut Fallgatter). Na soma do que está pronto e do que ainda vai ser finalizado, mas está em andamento, são R$ 33 milhões (em valores de 2020, sem eventuais reajustes).

O governo anterior, que atrasou o programa por causa de contrapartidas e demora na revisão de projetos, avisou na transição que não o dinheiro já não é suficiente mais para bancar todas as obras previstas. Inclusive deixou sugestões de cortes, como a intervenção na Beira-rio e a ponte da rua Anêmonas, por exemplo. O plano inicial do novo governo é preservar tudo o que foi previsto, nem que tenha de encaixar em outro programa. Depois disso, talvez finalmente o PAC da Mobilidade tenha uma estimativa de quanto será concluído. Hoje, esse prazo não existe.

O QUE AINDA FALTA FAZER NO PAC

Requalificações

João Colin (toda a extensão)

São Paulo (trecho Sul)

Guarujá e Barra Velha (trechos)

Eixo Urussanga (Urussanga, com prolongamentos; Ricardo Stamm, Inácio Bastos, Cachoeira, Plácido Olímpio, Afonso Pena, entre outros trechos)

Eixo Monsenhor Gercino-Florianópolis, com melhorias nas ruas

Eixo Procópio Gomes

Eixo Guanabara, com obras na Guanabara e trechos de ruas vizinhas

​Getúlio Vargas

JK

Henrique Meyer

Beira Rio (Hermann Lepper, Albano Schulz e José Vieira) *

Trechos das ruas Fátima, Agulhas Negras, Suburbana, entre outros *

Pontes

Aubé-Plácido Olímpio de Oliveira

Nacar

Ponte Anêmonas *

Transporte coletivo

Terminal universitário de ônibus

Contenção

Muro de arrimo na Hermann Lepper, junto ao trecho da Princesa Isabel e Dona Francisca (trecho das figueiras) *

* Tem proposta de supressão feita pelo governo anterior, mas atual administração está avaliando se as obras vão permanecer no PAC.

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas