nsc
    nsc

    revisão tarifária

    Audiência pública para debater aumento da tarifa de esgoto é nesta quinta-feira

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    17/01/2019 - 03h30
    obras
    (Foto: )

    A audiência pública desta quinta-feira sobre a revisão tarifária da Águas de Joinville servirá para demonstrar a insatisfação com a proposta de elevação da tarifa do esgoto, em uma das últimas tentativas de tentar reverter o aumento. Mas o encontro não é deliberativo: pode até influenciar na decisão, mas não tem força para decidir. 

    O plano da companhia e da agência de regulação, a Aris, com aval da Prefeitura (dona da companhia) é aumentar a tarifa de 80% para 100% da conta d’água.

    A tentativa inicial foi de dar uma conotação de geração espontânea à proposta, como se tivesse surgido naturalmente para bancar o custeio do tratamento e a expansão da rede de esgoto. Com o passar do tempo, Águas e Prefeitura passaram a defender a elevação, sem resistência pela Aris.

    A proposta tem resistência de associações de moradores e de entidades como Acij, Ajorpeme e Observatório Social, entre outras. A alternativa mais adequada para conseguir recursos para custear o esgoto, a permanência do lucro da Águas na companhia, uma quantia de mais de R$ 20 milhões anuais repassada à Prefeitura, é ignorada pela Prefeitura, Águas e Aris – o município não abre mão dos recursos, usados para pagar salários. Se o lucro ficasse na companhia, não haveria necessidade de elevar a tarifa de esgoto. A audiência inicia às 19h30, na Câmara de Vereadores.

     

    Prefeitura de Joinville estuda novas regras para materiais recicláveis

    Lixo
    (Foto: )

    A Prefeitura de Joinville está analisando decreto para criar novas regras para o material reciclável na cidade. Uma das preocupações é com o destino dos resíduos recolhidos fora da coleta seletiva oficial e que não são reaproveitados, por diferentes motivos.

    No caso dos materiais descartados na triagem das cooperativas abastecidas pela coleta feita pela Ambiental, há o descarte no aterro sanitário. 

    O novo decreto criaria regras para a coleta e maior fiscalização, hoje restrita a temas de trânsito, envolvendo os veículos.

    Por causa do recolhimento dos resíduos antes da passagem dos caminhões da concessionária contratada, tem caído a quantidade material reciclável da coleta oficial, ainda que a população continua fazendo a separação do lixo. 

    Redes do Mathias

    A Águas de Joinville lançou agora a licitação para a realocação de redes de água e esgoto nas ruas Jacob Eisenhut, Visconde de Taunay, Pedro Lobo e Engenheiro Niemeyer. São vias atingidas pela obra de drenagem do rio Mathias. A instalação da galeria pode ser feita de forma conjunta com a mudanças nas tubulações. 

    Água em São Francisco

    O Ministério Público arquivou procedimento para averiguar o desabastecimento de água em São Francisco do Sul. A medida foi tomada porque foi constatado que a concessionária vem adotando medidas para melhor a oferta.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas