publicidade

Saavedra

Cálculos

Câmara de Joinville prevê economia de R$ 150 mi em 35 anos com reforma administrativa

Compartilhe

Por Saavedra
17/07/2019 - 09h00 - Atualizada em: 17/07/2019 - 09h00
Câmara de Joinville prevê economia de R$150 milhões em 35 anos com reforma administrativa (Foto: Salmo Duarte / A Notícia)
Câmara de Joinville prevê economia de R$150 milhões em 35 anos com reforma administrativa (Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

A Câmara de Joinville divulgou nesta terça-feira a estimativa de economia de R$ 150 milhões em 35 anos com a realização de reforma administrativa, ainda em fase de planejamento. Seria com a simples realocação de servidores, baseada nas especializações deles após o ingresso no Legislativo, que proporcionaria essa economia de mais de R$ 4 milhões anuais: é que não haveria necessidade de concurso público para as áreas contempladas. Só que há necessidade de contratar empresa para montar a reforma.

Leia também: Orçamento da Prefeitura de Joinville para 2020 será de R$ 3,22 bilhões

Com recesso

Até agora, não adiantou em nada o apelo do vereador Natanael Jordão (PSDB) pela votação de seu projeto para acabar com o recesso de julho na Câmara de Joinville. Ainda que a proposta tenha a assinatura dos demais vereadores, não foi votada a tempo de evitar o recesso de iniciar amanhã.

Temporários

A Assembleia aprovou a ampliação do prazo máximo de contratação de temporários no funcionalismo estadual para as áreas da Saúde e da Administração Prisional e Socioeducativa: passará de 24 para 48 meses. Na Prefeitura de Joinville, é de 24 meses.

reuniao
(Foto: )

Sempre em pauta

Realizado na Ajorpeme, comandada por Fernando Bade, o encontro do Conselho das Entidades Empresariais de Joinville, tratou nesta terça-feira, entre outros temas, do licenciamento ambiental, em processo de reestruração na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente após a decisão da Justiça Federal determinado a volta da tarefa para o município. As entidades estão acompanhando a mudança nos processos.

Nova distribuição

A criação do terceiro Conselho Tutelar de Joinville, em preparação, vai acabar com denominação Norte e Sul: agora serão os conselhos 1, 2,3. O 1 vai atender o Oeste, como Vila Nova e Nova Brasília; bairros do Sul (Floresta, Itaum e Itinga, entre outros), mais Anita, América, Santo Antônio. O 2 se encarregará do Bucarein e demais bairros da zona Sul, como Guanabara, Fátima e Paranaguamirim, entre outros. O conselho 3 fica com as zonas Leste e Pirabeiraba e parte do Norte.

Mais três conselhos

Enquanto que o terceiro Conselho Tutelar está em implantação, após decisão judicial em ação do MP, o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente aprovou na semana passada a instalação de mais três unidades. Há prazos escalonados, com o sexto Conselho Tutelar sendo criado até 2031. A resolução Conselho dos Direitos é uma recomendação, não uma determinação.

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

jefferson.saavedra@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade