nsc

publicidade

VAI SUBSTITUIR LEI DE 1973

Com contrato de R$ 2,8 milhões, novo plano viário de Joinville deve ficar pronto até 2021

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
01/12/2019 - 23h00
Novo plano viário de Joinville vai apontar como a malha viária deve ser organizada, entre outros temas (foto Arquivo AN)
Novo plano viário de Joinville vai apontar como a malha viária deve ser organizada, entre outros temas (foto Arquivo AN)

Assinado na semana passada, o contrato para a montagem do novo plano viário de Joinville se estende até julho de 2022, mas a estimativa é que o trabalho fique pronto em 20 meses, ou seja, até agosto de 2021 – a expectativa é citada no edital do serviço.

O consórcio formado pelas empresas Nippon Koei LAC e TIS Consultores será responsável pelos trabalhos, em contrato de R$ 2,8 milhões, a serem bancados com empréstimo assinado com o BID. Uma das funções do trabalho será apontar quais obras viárias serão necessárias para Joinville atender as demandas do trânsito.

O novo plano viário vai revisar o documento de 1973, ainda em vigor. Uma parte expressiva das aberturas e ampliações de ruas previstas não foi realizada, o que causa transtornos até hoje aos donos de imóveis dos entornos no momento de atualizar a documentação. Essa situação provocou alterações na lei da década de 1970.

O novo plano viário será montado com base em pesquisas de origem e destino, mapeamento de fluxo dos deslocamentos e modelagem de uso do solo e dos meios de transporte.

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade