nsc
    nsc

    Orçamento

    Contorno ferroviário de Joinville precisa de R$ 408 milhões e de licenças

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    18/09/2019 - 07h00
    (Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

    Em resposta a questionamento sobre o contorno ferroviário de Joinville, o DNIT informou que o projeto executivo será concluído em dezembro deste ano. O projeto passou por revisões. Também é preciso renovar a licença ambiental de trecho de 13,4 km e licenciar outros 4,1 km, da chamada Variante Araquari, incluída agora. Só que há ainda a necessidade de contratar os estudos ambientais para as licenças. O estudo de impacto ambiental da obra, lembra a coluna, é de 2004.

    São necessários R$ 408 milhões, incluindo desapropriações, para concluir a obra parada desde 2011. As alegações fazem parte da resposta a ser encaminhada a Rodrigo Coelho. Mas o deputado federal quer saber mesmo é por que o contorno está fora da proposta do Orçamento da União para 2020. Com as pendências e o custo, talvez esteja explicada a exclusão.

    Atrás de apoio

    Sargento Lima cumpriu agenda em Brasília para buscar apoio à sua proposta para proibir progressão de regime (cumprimento de pena em condições menos restritivas) para assassinos de policiais militares e civis, inclusive federais; agentes penitenciários e vigilantes. Para o deputado do PSL, são crimes contra o próprio Estado. O deputado quer a inclusão do proposta no projeto anticrime, do ministro Sergio Moro.

    Curtas

    Homenagem

    O título de cidadão honorário de Joinville será entregue ao ex-prefeito e ex-deputado Marco Tebaldi no dia 7 de outubro, na Câmara.

    Com saneamento

    Região da comunidade Caminho Curto, em Pirabeiraba, recebe sistema para a coleta de esgoto. Foi instalada rede de coleta, com tratamento pelo fossa-filtro. Neste ano, houve a certificação federal como comunidade quilombola.

    Reaproveitado 

    O asfalto retirado pela fresagem (raspagem) das obras de recape está sendo utilizado em ruas sem pavimentação de Joinville, conforme relatado nesta terça-feira (17) na Câmara pelos vereadores da base governista. Na prática, o material é usado como se fosse saibro. O asfalto saído da fresagem na BR-101 também é usado nas vias sem cobertura.

    Nova área de expansão

    Em emenda ao projeto de revisão ao Plano Diretor, foi apresentada nesta terça-feira (17) na Câmara de Joinville proposta de criação de nova área de expansão urbana (AEU). O projeto sugere a área na zona Sul, no entorno do Jardim Edilene e da rua Kurt Meinert. A proposta tem assinatura de oito vereadores, sendo cinco deles da oposição. Uma AEU permite a maior utilização da área rural. Se aprovadas, as AEUs precisam de projetos específicos para as regras de ocupação. Neste momento, a Câmara está analisando o projeto da AEU Leste. Nos casos das AEUs Sul e Norte, há propostas parciais em análise.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas