nsc
    nsc

    18 MIL EXAMES

    Coronavírus em Joinville: o que esperar da aplicação dos testes rápidos em maior escala

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    19/04/2020 - 14h23 - Atualizada em: 20/04/2020 - 06h29
    Até agora, Joinvile tem 86 casos confirmados de coronavírus, com duas mortes e 22 pacientes recuperados (foto: AFP)
    Até agora, Joinvile tem 92 casos confirmados de coronavírus, com duas mortes e 22 pacientes recuperados (foto: AFP)

    A semana em início neste domingo será importante para Joinville avaliar a extensão da pandemia na cidade: além do início da aplicação de testes rápidos em larga escala, até sexta-feira completam-se duas semanas do registro do 50º caso de coronavírus na cidade, um intervalo usado como parâmetro para avaliar a velocidade de avanço da doença. Até agora, Joinville tem 92 casos de coronavírus, com duas mortes. São 22 pacientes recuperados (sem apresentar mais sintomas) e 16 internados, sendo três deles em UTI.

    A aplicação dos testes rápidos em Joinville a partir deste quinta-feira poderá trazer detalhes mais precisos sobre a pandemia na cidade, mas é impossível estimar quantos novos casos podem surgir, conforme avaliação da Secretaria de Saúde de Joinville. Pelos dados oficiais, foram 596 testes aplicados até agora, com quase 450 com resultados negativos, 86 confirmados e 63 aguardando o resultado.

    Mas a aplicação ocorreu, geralmente, em quem apresentou sintomas mais agudos da doença ou esteve mais exposto, como o retorno de viagem a país onde a pandemia já tinha se alastrado. E os números citados de testagem são os oficiais, que chegaram até o conhecimento da secretaria municipal – casos confirmados sempre são informados, mas há possibilidade de testagens com resultados negativos, realizadas fora do sistema público, não terem sido todas comunicadas (ainda nesta semana, a secretaria conclui a definição de normas de registro dos resultados de testes na cidade). O PRIMEIRO LOTE

    O lote inicial de 18 mil testes será aplicado em profissionais da saúde, segurança e salvamento, incluindo quem está vinculado à iniciativa privada. São pessoas na linha de frente. Os testes vão descobrir se há doentes sem sintomas (assintomáticos). Em caso de confirmação, há afastamento da pessoa para isolamento e tratamento – o que também reduz a possibilidade de contágio. Os funcionários dessas áreas já afastados também vão passar pelos exames.

    Em maio, outros 18 mil testes rápidos serão aplicados na população em geral, em critérios ainda a serem definidos. Para a Secretaria de Saúde de Joinville, a testagem permitirá conhecer melhor a “realidade” sobre a pandemia na cidade.

    DUAS SEMANAS DO 50º CASO

    Na sexta, completam-se duas semanas do registro do 50º caso de coronavírus na cidade. Esse patamar tem sido utilizado, em parâmetro mundial, para medir a extensão da pandemia. Depois desses 14 dias, a partir do caso de número 50, será possível apontar se houve crescimento maior da contaminação ou ocorreu o chamado achatamento da curva, com incidência sendo diluída ao longo do tempo, permitindo que a rede hospitalar mantenha a capacidade de atender a todos os doentes.

    ​​Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas