publicidade

Saavedra

GARANTIA

Coronel Armando diz que PSL terá candidatura própria a Prefeitura de Joinville

Compartilhe

Por Saavedra
14/05/2019 - 13h00 - Atualizada em: 14/05/2019 - 13h00
(Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

O presidente do PSL em Joinville, o deputado federal, Coronel Armando, garante candidatura própria do partido a Prefeitura em 2020, provavelmente em chapa pura – mas tiver coligação, a cabeça-de-chapa será do PSL. O dirigente até tem um nome em vista, mantido em sigilo. A garantia de candidatura é feita pelo deputado para refutar a campanha orquestrada contra ele, segundo o Coronel Armando, por um setor do PSL adversário dele. 

Relação com prefeito

“Não estaremos com o MDB na eleição. Agora, por que o prefeito é do MDB vou trabalhar contra Joinville? Claro que não, não vou torcer contra Joinville, qualquer prefeito que me pedir ajuda, eu vou ajudar”, diz Coronel Armando, criticado, segundo ele mesmo, indevidamente pela relação mantida com Udo Döhler. “Sou solidário com Joinville, a cidade onde moro”, diz Armando, que não vai concorrer a prefeito. 

Afinado com Bolsonaro

Em relação ao futuro do PSL, o deputado federal diz que Joinville será uma das estrelas do governo Bolsonaro. Coronel Armando se diz afinado com o pensamento do presidente e essa será a baliza do PSL. “Não adianta fazer política sem mudança, só por oportunidade para ter espaço”, alega. Até setembro, o PSL deve escolher a nova direção municipal. A definição deverá ser por meio de eleição, afinal, o consenso é improvável.

Reunião

Um pessoal do PSL de Joinville está organizando uma reunião para a semana que vem. Quem está preparando não é ligado à atual direção do partido.

Balanço das contas

A oposição ao governo Udo na Câmara vai utilizar as contas de 2014 e 2015 da Prefeitura para abordar as situações observadas pelos técnicos do Tribunal de Contas do Estado. O TCE recomendou a aprovação. A análise das contas no Legislativo começou agora e cabe aos vereadores a palavra final, mas será mantida a aprovação – para a Câmara rejeitar, seriam necessários dois terços dos votos e a oposição está distante disso.

Na Acij

Em um dos maiores públicos da Acij neste ano, Udo Döhler fez balanço de ações da Prefeitura de Joinville em reunião na entidade. O prefeito também citou medidas em preparação. Entre os participantes do encontro, estava o deputado estadual Fernando Krelling. 

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

jefferson.saavedra@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade