publicidade

Navegue por
Saavedra

Fórum Parlamentar Catarinense

Discussão sobre retomada das obras da UFSC em Joinville será tratada em reunião nesta sexta

Compartilhe

Por Saavedra
17/05/2019 - 07h00 - Atualizada em: 17/05/2019 - 07h00
(Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

De certa forma, a inclusão da retomada das obras do campus da UFSC em Joinville na pauta da reunião desta sexta-feira (17) do Fórum Parlamentar Catarinense em Araquari até surpreende porque não há nenhuma previsão de volta dos trabalhos após cinco anos de paralisação. O investimento está estimado em R$ 78 milhões. Os parlamentares federais de Santa Catarina, além de lideranças do Norte, vão discutir o futuro do campus. A pauta tem ainda a duplicação da BR-280, reinício das obras dos contornos ferroviários de Joinville e de São Francisco do Sul (previsto para 2020) e concessão do Aeroporto de Joinville. A reunião inicia às 10h na Câmara de Araquari.

No caso da universidade federal, há a estrutura alugada por cinco anos depois do parque Perini, com contrato prorrogável por mais cinco; e antes mesmo do bloqueio de recursos pelo Ministério da Educação, já não havia dinheiro para a retomada das obras, já anos. A última investida, ainda em 2017, foi uma fracassada tentativa de parceria com a iniciativa privada, que se encarregaria da construção do campus em troca da exploração dos serviços para a comunidade universitária. 

Hoje, a UFSC paga R$ 412 mil mensais para utilizar as estruturas construídas para a universidade dentro do condomínio industrial. 

Na lei municipal de 2008 de doação do terreno pela Prefeitura de Joinville para a universidade federal, está prevista a retomado da área pelo município caso o campus não fosse construído. Por enquanto, a Prefeitura não pretende pedir o imóvel de volta. 

MDB e governo

A reunião nesta quinta-feira (16) pela manhã da bancada de deputados estaduais do MDB deixou o partido mais perto do apoio ao governo Carlos Moisés, ainda que seja mantido o discurso da independência. Por ora, pelo menos por enquanto, não haverá ocupação de cargos no governo do Estado.

Mathias 

O montante dos dois aditivos recentes da obra de macrodrenagem do rio Mathias em Joinville é de R$ 3,86 milhões, como informou o título e a descrição de cada um deles na edição desta quinta-feira – mas houve equívoco em trecho do texto, com valor errado. 

Além das máquinas

Vala no Nova Brasília, na zona Oeste de Joinville, passa por limpeza com uso de máquina. A Prefeitura está retomando agora os serviços de manutenção de rios, córregos e cursos d’água canalizados por meio da limpeza manual. A última contratação terceirizada desse tarefa havia sido realizada em 2015. Desde então, só pessoal próprio executava a limpeza. 

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

jefferson.saavedra@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação