nsc
    nsc

    ESTRADAS HANS DIETER SCHMIDT E EDGAR MEISTER

    Duplicação do Eixo Industrial em Joinville ainda à espera das licenças ambientais

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    30/12/2019 - 08h52
    Trecho a ser duplicado tem 5,7 km de extensão, ligando a BR-101 ao Distrito Industrial (foto: Salmo Duarte, AN)
    Trecho a ser duplicado tem 5,7 km de extensão, ligando a BR-101 ao Distrito Industrial (foto: Salmo Duarte, AN)

    Depois do impasse em agosto entre governo do Estado e Prefeitura de Joinville sobre a competência no licenciamento da obra de duplicação do acesso ao Distrito Industrial, as licenças ainda estão em análise pelo IMA – houve definição de que a tarefa é do Estado, em acordo com o município. Além do licenciamento da obra, é preciso a licença de autorização de corte de vegetação.

    A obra nas rodovias Hans Dieter Schmidt e Edgar Meister começou com a drenagem em pontos onde não há necessidade de corte de vegetação. Mas para ter continuidade em 2020, será necessária a liberação das licenças ambientais.

    A duplicação teve edital lançado em 2017, com conclusão da concorrência no final do ano passado. Em junho, o governo Carlos Moisés autorizou o início dos trabalhos. Logo em seguida, houve o impasse do licenciamento. A drenagem começaria somente em novembro. A obra, com supervisão, está estimada em R$ 41 milhões. Quando a ampliação das rodovias estiver pronta, a ligação entre a BR-101 e o Aeroporto de Joinville estará totalmente duplicada.

    Ação do MP

    As vias do Distrito Industrial são motivo de ação de 2017 do Ministério Público com cobrança de licenciamento ambiental e recuperação de áreas degradadas. O processo está em tramitação na primeira instância.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas