nsc
nsc

Em abril

Embarque de soja no porto de São Francisco do Sul é o maior em dez anos 

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
07/05/2020 - 18h39
Porto de São Francisco do Sul pode bater recorde de embarque de grãos em 2020 (foto: Divulgação)
Porto de São Francisco do Sul pode bater recorde de embarque de grãos em 2020 (foto: Divulgação)

A disparada nas exportações nacionais para a China, motivada pela alta do dólar e a supersafra no Brasil, contribuiu para o porto de São Francisco do Sul ter o maior volume de embarque de soja em um só mês nos últimos dez anos: foram 870 mil toneladas em abril – o recorde é de junho de 2010, com 917 mil toneladas. O país asiático é o principal comprador, mas há embarques para outros mercados. No Brasil, a exportação de soja foi recorde em abril.

Além do bom momento nacional da soja, a direção do porto incluiu também as melhorias no corredor de exportação, com investimentos na manutenção e redução de tempo nas operações de embarque e desembarque, como motivos do crescimento na movimentação. Em relação a abril do ano passado, o avanço no embarque de soja foi de 66%. A SCPar assumiu recentemente a gestão do corredor, a estrutura usada para as exportações.

Em nota divulgada nesta quinta-feira, o porto manifestou expectativa de bater em 2020 o recorde histórico na exportação de graneis (soja e milho), chegando a 7,7 milhões de toneladas, superando o desempenho de 2013. As cargas chegam ao porto pelos trens e caminhões.

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas