Florianópolis
publicidade
Saavedra

Saúde

Falta de medicamentos em Joinville motiva ação da Defensoria Pública contra Estado

Compartilhe
Por Saavedra
23/03/2018 - 11h39 - Atualizada em: 23/03/2018 - 11h43
Maykon Lammerhirt/ Agência RBS

O abastecimento de medicamentos na Farmácia Escola de Joinville levou a Defensoria Pública de Santa Catarina a apresentar a ação contra o governo do Estado para tentar regularizar o fornecimento. A falta recorrente dos remédios do Componente Especializado de Assistência Farmacêutica (CEAF) motivou abertura de inquérito ainda em 2016. Depois de inspeções e cobranças junto à Secretaria de Estado de Saúde, foi verificado que a desabastecimento continuava: no levantamento feito pelo defensor Djoni Benedete, foi constatado que parte dos medicamentos não eram fornecida desde julho do ano passado. A lista cita onze produtos. Já o que está em falta desde 2018 está sendo avaliado em outro procedimento da Defensoria, ainda não judicializado. A Justiça está analisando a ação apresentada ontem.

Leia mais notícias do colunista Jefferson Saavedra

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

publicidade

Mais colunistas

publicidade
publicidade
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação