nsc
nsc

publicidade

Expectativa

Governador anuncia obra de infraestrutura e assina convênios nesta sexta-feira em Joinville 

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
14/06/2019 - 10h00
(Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense)

Nesta sexta-feira (14), o governador Carlos Moisés faz a primeira visita à Acij e poderá lançar a duplicação do eixo industrial, obra com custo próximo de R$ 40 milhões. O governo do Estado não adiantou qual obra será escolhida no programa Novos Rumos, mas a duplicação do eixo industrial é a favorita. Também deverão ser assinados convênios de repasses para instituições de Joinville, como Festival de Dança, Bolshoi e bombeiros voluntários. O Festival deverá ter convênio de R$ 1 milhão. 

Um registro histórico. Em março de 2015, na sua primeira visita à Acij depois da reeleição, o então governador Raimundo Colombo ouviu apelos pela duplicação das rodovias Edgar Meister e Hans Dieter Schmidt, no Distrito Industrial. Os empresários inclusive estavam dispostos a bancar a obra, por meio de abatimento no ICMS, o famoso convênio 85. O convênio não saiu e o governo resolveu bancar, lançando edital em 2017 e só concluindo a concorrência em 2018. Mas a obra não começou por falta de dinheiro.

Expectativa de Udo Döhler

Ainda cauteloso nas cobranças ao governo do Estado, embora já tenha apresentado as demandas, o governo Udo tem a esperança de que Carlos Moisés poderá anunciar nesta sexta em Joinville mais uma obra de infraestrutura além da duplicação do eixo industrial.

Fachada das lojas

As regras para a fachada de estabelecimentos comerciais instalados no pavimento térreo em Joinville foram alteradas em janeiro e vão passar por nova mexida, com mais uma alteração na LOT: o cálculo para a definição de fachada ativa (aquela com pelo menos 75% utilizada por aberturas ou vitrines) será feito com base na fachada do imóvel e não mais na testada – esse é o projeto da Prefeitura. Há também detalhamento sobre as fachadas em faixas viárias. A troca foi feita para dar mais segurança jurídica. 

De quase 20 anos

Em ação de 2003, o Convention Bureau de Joinville foi vitorioso e terá direito a receber R$ 307 mil, a serem pagos por entidade nacional de vereadores. A alegação foi de falta de prestação de contas de convênio referente a congresso de parlamentares realizado há quase duas décadas. A decisão é de primeira instância. 

Pedidos pela Marajó

Iracema Bento quer um redutor de velocidade – presume-se que seja uma lombada – na rua Marajó, no Atiradores. A rua ganhou movimento maior com a mudança no cruzamento da Ottokar Doerffel com a continuação da Marquês de Olinda. A vereadora do PSB solicita ainda uma série de outras medidas para a rua – e também para outras vias da cidade. 

Redes na Visconde

As obras de realocação das redes de água na Visconde de Taunay não estão sendo realizadas todos os dias. Seja como for, o prazo anunciado pela Águas de Joinville é de entrega até setembro. A intervenção deveria ter sido iniciada há mais tempo, mas o edital só foi lançado no ano passado. E teve de ser relançado porque não apareceram interessados na primeira tentativa.

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Últimas do colunista

Loading interface...
Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas