nsc
    nsc

    publicidade

    Saneamento

    Iphan determina providências à Águas de Joinville devido à proximidade com sambaqui Morro do Ouro

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    15/10/2019 - 15h00
    (Foto: Salmo Duarte / NSC Total)

    Em parecer sobre obras de saneamento no Boa Vista, o Iphan determinou à Águas de Joinville uma série de providências devido à proximidade com o sambaqui Morro do Ouro. Se forem encontrados vestígios no entorno, que seja montado um plano de trabalho. As obras devem contar com a supervisão de um arqueólogo durante os três meses de execução. Há necessidade de apresentação de relatórios mensais do monitoramento.

    PSDB

    Entre lideranças nacionais do PSDB que se manifestaram sobre a morte de Tebaldi, estiveram João Dória e Aécio Neves. O governador mandou coroa de flores e o deputado mineiro citou a dedicação dele a Joinville e a Santa Catarina.

    INCERTO

    Wilson Paraíba está preocupado com o futuro de seu partido, o PSB. O vereador relata inexistência de informações pelas direções estadual e municipal (o presidente Rodrigo Coelho quer sair do partido).

    RODRIGO VAI AO TSE

    Em momento crucial para seu futuro político, Rodrigo Coelho entra nesta terça com a ação contra o PSB para conseguir a desfiliação do partido sem riscos de perder o mandato e também para tentar se livrar das punições sofridas por ter votado a favor da reforma da Previdência (o parlamentar foi suspenso por um ano). Se conseguir deixar o PSB, Coelho concorre a prefeito de Joinville em 2020.

    FUTURO DE KENNEDY

    Há outro movimento de partidos buscando atrair o DEM meio da filiação de Kennedy Nunes. O deputado estadual já teria a carta do PSD para deixar a legenda sem correr riscos de perda de mandato. Assim, estaria livre para ir para o DEM, onde teria força em Joinville justamente por ser um deputado estadual. Se isso se confirmar, seria uma reviravolta, afinal, o DEM de Joinville faz parte de articulação com o Podemos. Inclusive Adalto Moreira assumiu recentemente com esse propósito. Kennedy ainda não se manifestou.

    RECEITA DE MERISIO

    Gelson Merisio (sem partido) ainda não providenciou a transferência do domicílio eleitoral para Joinville, mas não deve demorar mudar o título de eleitor. Interessado em participar da campanha eleitoral para prefeito, embora sem concorrer (“a não ser que surja um movimento a favor disso, mas não vou procurar”), Merisio diz que a fórmula para a vitória é aliança ampla para conquistar mais tempo de TV, além, é claro, do apoio partidário.

    NA OPOSIÇÃO

    “A TV é o jeito de chegar a mais de 400 mil eleitores em 45 dias. Redes sociais todos vão ter. Na eleição presidencial, todos tinham redes sociais, Bolsonaro ganhou porque tinha uma causa”, diz Merisio. No receituário do ex-candidato a governador, entra também a capacidade de demonstrar a capacidade de atender às demandas da cidade. E também se mostrar distante dos governos Udo e de Carlos Moisés.

    SAÍDA

    O acordo fechado no final do ano passado entre a Prefeitura de Joinville e o Ministério Público de Santa Catarina sobre o nepotismo têm motivado exonerações nas últimas semanas. São casos nos quais foram detectados laços de parentesco. Não foi informado o número de pessoas que tiveram de deixar os cargos.

    COSIP

    A base governista garante que Udo envia hoje à Câmara o projeto da volta da cobrança da Cosip pela testada. A proposta virá com alterações em relação à lei de 2017, com regras para eletrodependentes, para a área rural e para eventos especiais, como a decoração natalina.

    OUTRO MOMENTO

    Nelson Coelho garante ter mudado de patamar em conversa com outro partido após ter deixado o MDB. O vice-prefeito diz que o contato se efetivou após a desfiliação. Coelho repete que deixou o MDB sem ter nenhuma garantia de ser recebido em outro partido.

    ​Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    publicidade