publicidade

Navegue por
Saavedra

Tentativa

Joinville conversa para não perder delegados promovidos na Polícia Civil

Compartilhe

Por Saavedra
10/01/2019 - 05h30 - Atualizada em: 10/01/2019 - 05h30
delegacia
(Foto: )

A transferência de delegados poderá reduzir a equipe da Polícia Civil em Joinville. Nas próximas semanas, será publicada a promoção de nove profissionais, o que implica, em tese, mudança de cidade.

Assim, as vagas poderão ficar abertas a partir de meados de fevereiro. Outro delegado com atuação em Joinville, Luís Felipe Fuentes, foi nomeado para o comando da Deic. Um delegado que viria para Joinville, na vaga aberta para a cidade na última movimentação, vai permanecer em posição em Florianópolis. Hoje, a Polícia Civil tem 26 delegados na cidade.

A Delegacia Regional de Joinville já está em conversa com a diretoria da Polícia do Litoral para tratar da situação. Uma das possibilidades é encontrar delegados para a substituição. Também há a chance de que quem foi promovido permaneça em Joinville, como designado. A meta da Delegacia Regional é tentar pelo menos reduzir o número de vagas que ficará em aberto. 

Para o futuro mais distante, caso seja implantado o projeto de ampliar o número de delegacias especializadas em Joinville, haverá necessidade de mais 50 policiais, entre delegados, agentes e escrivães. O plano é instalar as dez pretendidas especializadas (hoje são seis) no mesmo espaço, até como forma de economizar no custeio das estruturas.

Insatisfação

Coronel Armando, um dos três deputados federais eleitos do PSL de Santa Catarina que assinaram o documento enviado à executiva nacional do partido com pedido de mudança na direção no Estado, ressalta que a mobilização não tem qualquer questionamento em relação ao governo do Estado, inclusive é reafirmado o apoio a Carlos Moisés: o descontentamento é com a forma como a qual Lucas Esmeraldino montou a comissão provisória do partido no final do ano passado. 

As sugestões

“Os deputados federais deveriam ter sido consultado e isso não aconteceu”, alega o Coronel Armando, com base eleitoral em Joinville. No documento enviado ao comando nacional do PSL, o nome dele é sugerido para a vice-presidência estadual na executiva proposta pelo grupo. Para a presidência, a indicação é para ser ocupada por Caroline  de Toni, deputada federal eleita. O outro futuro parlamentar a assinar o manifesto, Daniel de Freitas, é o nome para a secretaria-geral. 

Estrada do Quiriri

estrada
(Foto: )

Em mais uma imagem da localidade do interior de Joinville, a Estrada do Quiriri com a serra ao fundo. Não chega a contar com procura tão grande quanto o Piraí, até porque os pontos para uso dos banhistas não são tantos assim, mas o rio Quiriri também tem grande procura no verão. 

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação