nsc
    nsc

    Medidas de restrição

    Volta de eventos de pequeno porte em Joinville depende de “recuo” na avaliação de risco do Estado

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    05/09/2020 - 12h11 - Atualizada em: 06/09/2020 - 08h35
    Mais flexibilizações em Joinville vão depender de novo patamar em classificação de risco do governo do Estado
    Mais flexibilizações em Joinville vão depender de novo patamar em classificação de risco do governo do Estado (Foto: Mauro Schlieck, arquivo pessoal)

    Se Joinville e região tivessem recuado da situação “gravíssima” para “grave” na avaliação de risco do governo do Estado, os eventos de pequeno porte poderiam ter sido liberados a partir do início de outubro. Mas como não houve alteração na matriz, as restrições continuam. Mas caso de as próximas classificações apresentem um patamar de gravidade menor, há chance de liberação em algum momento do próximo mês.

    > Joinville registra 277 mortes de moradores que contraíram Covid-19

    > Joinville encerra isolamento obrigatório de idosos e prorroga outras medidas

    Pelo último decreto da prefeitura, publicado nesta sexta-feira, os “eventos sociais e corporativos”, além de shows e espetáculos presenciais, estão suspensos até 16 de setembro – portanto, há possibilidade de prorrogação da medida. O mesmo decreto manteve a suspensão das atividades de cinemas, teatros, casas noturnas e museus.

    Em entrevista à Rádio Globo Joinville, o secretário da Saúde, Jean Rodrigues da Silva, citou as condições de prevenção e risco de contágio como principais balizas para as decisões. Mas lembrou ainda da necessidade de segurança jurídica, de eventual liberação ser contestada na Justiça. “Temos que ter tranquilidade no retorno”.

    Na classificação adotada pela Secretaria de Saúde de Joinville, eventos de menor porte têm participação de até 100 pessoas em ambientes fechados. Se for em espaço aberto, o limite é de 250 pessoas. Mesmo que tais eventos sejam liberados futuramente, terão de atender a limitação de ocupação máxima. Neste momento, é de 30% em Joinville, mas poderá ser ampliada se houver melhoria na classificação de risco.

    > O que abre e fecha em Joinville no feriado de 7 de setembro

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas