nsc
    nsc

    DADOS DAS EMPRESAS

    Na volta dos ônibus em Joinville, maioria dos idosos usa transporte em horários de menor movimento

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    09/09/2020 - 17h34
    Transporte coletivo foi retomado em Joinville na semana passada
    Transporte coletivo foi retomado em Joinville na semana passada (Foto: Heverton Ferri, NSC TV)

    Uma das principais recomendações da Secretaria de Saúde de Joinville na retomada do transporte coletivo na cidade está sendo acompanhada por uma parcela expressiva dos idosos: não usar os ônibus nos horários de pico, quando há maior movimentação dos passageiros. Em estatísticas das empresas com base em pessoas com mais de 65 anos e usuárias do cartão da gratuidade, a utilização dos veículos se concentra no horário entre as 9h e 16h.

    > Circulação de idosos e regras em estabelecimentos: o que muda a partir desta quarta-feira em Joinville

    > Joinville e região continuam em nível “gravíssimo” na matriz de risco; novas flexibilizações vão levar mais tempo

    Os dados desta quarta-feira, primeiro dia do fim do isolamento domiciliar dos idosos em Joinville, ainda estão sendo coletados e serão divulgados na quinta-feira. No geral, envolvendo todos os passageiros, os ônibus tiveram a maior movimentação, desde a volta, nesta terça-feira, com 35,3 mil usuários.

    Pelos dados do sistema, foram 4,2 mil passageiros a usar a gratuidade por idade (mais de 65 anos e contar com o cartão de identificação) a partir da volta dos ônibus. A maior parte de contingente desses usuários, 67%, embarcou nos ônibus entre 9h e 16h, em uma preferência considerada atípica em relação a períodos anteriores – os horários de pico, seja no início da manhã ou final da tarde, tinham uma maior demanda. Entre os passageiros em geral, esse horário é o preferido por apenas 35% dos passageiros.

    Na volta dos ônibus em Joinville na semana passada, foi autorizado o acesso de pessoas com mais de 60 anos de idade, o que havia sido proibido entre o início de junho e final de julho, quando houve permissão para o serviço operar. Até terça-feira, o deslocamento dos idosos era permitido em situações essenciais, como ir trabalhar, comprar alimentos ou receber atendimento médico. Agora, com o fim do isolamento, não há qualquer restrição.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas