nsc

publicidade

Saavedra

Análise

"O aeroporto de Joinville não pode virar rodoviária de Curitiba”, diz Udo Döhler

Compartilhe

Por Saavedra
21/08/2019 - 09h30 - Atualizada em: 21/08/2019 - 10h46
(Foto: Carlos Junior / A Notícia)

Em movimento articulado com entidades empresariais, a Prefeitura de Joinville quer o envolvimento de deputados federais na tentativa de assegurar investimentos previstos para o aeroporto de Joinville. O temor é de que a concessão para a iniciativa privada, prevista para ocorrer em 2020, deixe o terminal em segundo plano em relação aos aeroportos de Curitiba e Navegantes, incluídos no mesmo pacote do bloco Sul – quem vencer o leilão, vai administrar nove terminais da região Sul.

“O aeroporto de Joinville não pode virar rodoviária de Curitiba”, alegou nesta terça-feira (20) Udo Döhler. Em viagem na terça para Brasília, o prefeito de Joinville tratou do tema com Carlos Chiodini (MDB). Os demais deputados do Norte já estão tratando do assunto. No dia 16 de setembro, o secretário nacional da Aviação Civil, Ronei Glanzmann, estará na Acij para falar sobre concessões de aeroportos. 

O movimento quer assegurar os investimentos previstos no Plano Diretor do aeroporto. “Não somos contra a concessão, mas é preciso garantir investimentos mínimos”, afirma Udo. Os investimentos para cada um dos terminais do bloco Sul ainda não estão definidos porque os estudos técnicos finais estão em andamento. A estimativa inicial é de R$ 2,2 bilhões em 30 anos de concessão. O plano do governo federal é lançar o edital até setembro de 2020, com leilão no último trimestre do ano que vem.

Bloco Nordeste

O leilão do bloco Nordeste, realizado neste ano, provocou queixas no Ceará e na Paraíba devido ao temor de enfraquecimento dos aeroportos de médio porte em favor dos terminais de Maceió e Recife. O terminal de Juazeiro do Norte (CE), com movimentação superior ao de Joinville no ano passado (563 mil passageiros contra 486 mil, mas 2019 Joinville está na frente), tem previsão de receber R$ 190,5 milhões em investimentos. 

Retirada

Depois da repercussão nas redes sociais, Adilson Girardi (SD) retirou da Câmara de Joinville o projeto de criação da Semana Municipal dos Grupos de Flashback e Passinhos. Também pelas redes, o vereador citou a proposta como importante para 20 grupos de Joinville, mas esse não foi o entendimento da maioria ( das pessoas que opinaram sobre o tema.).

Espinheiros

A rua Baltasar Buschle também deve receber melhorias no programa de investimentos turísticos no bairro Espinheiros, na zona Leste de Joinville. A via de acesso deve receber totens e painéis, além do pórtico e de referência à linha imaginária do Tratado de Tordesilhas. 

Pedido ao Iphan

O pedido de autorização para a construção do Parque Sambaqui Guaíra começou a ser analisado pelo Iphan. O sítio arqueológico do Aventureiro não será afetado, segundo a Secretaria de Cultura e Turismo de Joinville, mas como se trata de instalações no entorno, é necessário o aval do instituto. No trecho mais próximo entre as obras e o sambaqui, a distância será de 40 metros. O parque terá espaços para passeios e convivências, além de ciclovias, entre outros. 

Samu

Nesta semana, será lançada a licitação para a reforma do prédio que servirá de sede para o Samu, hoje instalado em imóvel locado. Quando a recuperação da construção terminar, o Samu vai se operar a partir do prédio que seria a nova sede do Cerest (Centro de Referência de Saúde do Trabalhador), no qual as obras pararam em 2011. No futuro, o Cerest vai para a antiga sede da Prefeitura.

Filiações

Na passagem da deputada Geovania de Sá por Joinville, na segunda, 60 pessoas se filiaram ao PSDB. Pelo menos quatro desses novos membros deverão concorrer a vereador em 2020. Antes do evento no PSDB, Geovania fez visita ao ex-deputado federal Marco Tebaldi, em tratamento de saúde.

Curtas

Sugestão 

Cidadão escreve para sugerir se não há possibilidade de liberação do corredor de ônibius na avenida Santos Dumont enquanto estiverem sendo realizadas as obras na rua Blumenau. Seria uma forma, segundo ele, de desafogar o trânsito na Santos Dumont, onde começam os congestionamentos.

De volta

Roque Mattei reapresentou seu projeto sobre indicadores de escolas públicas municipais, desta vez com assinado com Fabio Dalonso. 

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

jefferson.saavedra@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade