nsc
    nsc

    NO PIRAÍ

    O que ainda falta para o novo parque de Joinville

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    29/12/2019 - 10h22
    Projeção do parque feita em 2014, durante a elaboração de estudo de viabilidade; versão final depende de projeto executivo (foto: Divulgação)
    Projeção do parque feita em 2014, durante a elaboração de estudo de viabilidade; versão final depende de projeto executivo (foto: Divulgação)

    Como não foram concluídos os projetos e os estudos ambientais, o Parque Piraí ainda vai levar tempo para sair do papel em Joinville. A instalação em área da prefeitura no bairro Vila Nova (também haverá necessidade de desapropriações) será bancada pelo empréstimo com o BID contratado em 2017. A licitação da obra dificilmente será lançada antes de 2021. O financiamento de US$ 70 milhões será usado na drenagem do rio Itaum.

    A implantação do parque pode ser feita em etapas, com uso das áreas antes da conclusão de todo o complexo. Na imagem acima, uma projeção feita durante o estudo de viabilidade, concluído em 2014, a proposta pode ser alterada, dependerá do projeto executivo.

    A proposta antiga

    A proposta inicial do governo Udo, ainda no primeiro mandato, era de abrir o Parque Rolf Colin para visitação pública. A unidade de conservação de 16 km foi criada em 1992 para proteger as nascentes do rio Piraí. Mas o status de conservação do parque não permite a instalação de equipamentos para a visitação. Hoje, a Prefeitura de Joinville quer ampliar o grau de proteção da área, com transformação em estação ecológica.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas