nsc
    nsc

    ESTRUTURA VIÁRIA DE JOINVILLE

    Pontes da Aubé, Anêmonas e Nacar ainda sem prazo para saírem do papel

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    01/12/2019 - 11h47
    Ponte de ligação entre ruas Plácido Olímpio de Oliveira tem pelo menos duas décadas de promessas (foto: Arquivo AN)
    Ponte de ligação entre ruas Plácido Olímpio de Oliveira tem pelo menos duas décadas de promessas (foto: Arquivo AN)

    Sempre citadas como "próximas" de serem construídas nos últimos anos, as pontes das ruas Aubé, Anêmonas e Nacar não são prioridade do PAC da Mobilidade. Na fila, estão as requalificações das ruas Helmut Fallgatter, Aubé, João Colin, São Paulo (trecho Sul) e Santa Catarina. Depois aparecem os projetos do eixo Getúlio e Urussanga. Ou seja, as pontes, se saírem, serão para mais adiante.

    A ponte entre as ruas Aubé e Plácido Olímpio de Oliveira aparece como promessa em campanhas eleitorais em Joinville desde 2000, pelo menos. As três estruturas fazem parte do plano de governo da atual administração.

    Inicialmente, as três pontes não estavam no PAC da Mobilidade, a proposta era contar com repasses específicos. No caso da Aubé, até houve liberação de recursos federais para o governo municipal anterior, não utilizados. Neste momento, estão sendo feitos estudos geotécnicos sobre a ponte.

    Já a ponte de maior porte, entre os bairros Boa Vista e Adhemar Garcia, está em fase de licenciamento ambiental, sem previsão de início das obras. A fonte de recursos é o Fonplata.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas