publicidade

    Navegue por
    Saavedra

    Crise interna

    PSL de Joinville repudia tentativa de tirar Lucas Esmeraldino da direção do partido

    Compartilhe

    Por Saavedra
    11/01/2019 - 05h00 - Atualizada em: 11/01/2019 - 05h00
    Lucas Esmeraldino
    (Foto: )

    Em nota, o PSL de Joinville demonstrou “repúdio” ao pedido de três deputados federais eleitos do partido para que seja destituída a direção estadual, hoje comandada por Lucas Esmeraldino. A nota assinada pelo presidente municipal, Derian Campos, cita “clara tentativa de golpe pelo controle e poder do partido do nosso partido no Estado”. 

    A nota do PSL joinvilense é de apoio a Esmeraldino, citando que sob o comando dele, o partido formou executivas em 150 cidades. Assim como o presidente estadual, Derian também faz parte do governo Carlos Moisés, como secretário de Articulação Internacional. 

    O pedido de destituição assinado por Carolina de Toni, Coronel Armando e Daniel de Freitas alega que Lucas Esmeraldino não consultou os deputados federais para montar a direção do PSL/SC no final do ano passado. Há pedido para que eles assumam o comando do partido em Santa Catarina. O PSL nacional ainda não se manifestou.

    O episódio mostra também o afastamento de Coronel Armando e Derian Campos, agora em lados opostos no racha do PSL. O outro parlamentar eleito pelo PSL em Joinville, Sargento Lima, apoia Esmeraldino, assim como os demais deputados estaduais eleitos pelo PSL. 

    Mandato

    Neste momento, a direção do PSL em Joinville está com mandato expirado, conforme o sistema de acompanhamento dos partidos do TRE. O prazo se encerrou no final de dezembro e ainda não houve prorrogação ou montagem de nova direção. Naquela comissão provisória na qual Derian era o presidente, Coronel Armado aparecia como um dos vogais. 

    Fila da CNH

    A demora no atendimento para a renovação da carteira de habilitação em Joinville, entre outros procedimentos, mostrada em reportagem de quinta-feira (10) do “Jornal do Almoço”, poderá não se repetir no início do ano que vem se forem adiante os planos do governo do Estado de permitir o agendamento online do atendimento. Foi anunciada  a possibilidade de início de implantação de novos sistemas ainda neste semestre. Há Estados, como o Paraná, que já adotam esse tipo de agendamento.

    81,4 mil atendidos

    Há planos também da nova direção do Detran/SC para tentar reduzir a necessidade de atendimento presencial. Em Joinville, o movimento envolvendo a carteira de habilitação motivou 81,4 mil atendimentos no ano passado, desde primeira habilitação até renovação, passando por mudança de categoria, exames, entre outros. 

    Fim das ADRs

    O governo do Estado reafirmoute na quinta a decisão de extinguir as 20 ADRs ainda em funcionamento até o final de abril. Até, as gerências de Educação, Saúde, Infraestrutura e Administração permanecem em atuação nesse período de transição. 

    Será logo

    Os efetivos serão distribuídos entre os órgãos estaduais, enquanto que os cargos comissionados deixarão de existir. O decreto de extinção das estruturas será publicado nos próximos dias. Em Joinville, não há decisão sobre o que será feito com o prédio.

    Plantão nas delegacias

    Uma das consequências da eventual redução no número de delegados em Joinville com as transferências motivadas pelas promoções é o acúmulo do plantões a serem realizados pelos profissionais remanescentes. Uma situação que ocorria até 2016, antes da chegada dos contratados no último concurso da Polícia Civil. A Delegacia Regional de Joinville tenta manter parte dos promovidos, além de buscar a substituição de quem se transferir. As mudanças devem ocorrer em fevereiro.

    Galeria da Visconde

    O início da instalação da galeria subterrânea no rio Mathias na Visconde de Taunay ainda está previsto para fevereiro, com interdição parcial do trânsito. No entanto, há necessidade de coordenação dos trabalhos com a Águas de Joinville: a companhia pretende fazer melhorias na rede durante a realocação. O cronograma ainda não foi fechado.

    Mais professores

    A contratação de professores autorizada nesta semana pelo governo do Estado vai aumentar o quadro de Joinville e sete cidades vizinhas (área da ADR) em 76 profissionais. Hoje, a rede estadual conta com 919 professores nessa região, sendo 689 em Joinville. O número de professores temporários é maior, com 1,5 mil contratados, com mil em Joinville. 

    Deixe seu comentário:

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    Navegue por
    © 2018 NSC Comunicação
    Navegue por
    © 2018 NSC Comunicação