publicidade

Saavedra

Levantamento

Redução de homicídios se mantém pelo terceiro ano consecutivo em Joinville

Compartilhe

Por Saavedra
23/04/2019 - 04h25 - Atualizada em: 23/04/2019 - 04h25
(Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

A redução dos homicídios em Joinville está se mantendo pelo terceiro ano consecutivo, conforme relatório divulgado na segunda-feira (22) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública. Foram 23 mortes de janeiro até agora, com 29 no mesmo período do ano passado e 44 em 2017. 

Apesar da queda, Joinville voltou a ter o maior número absoluto de assassinatos no Estado, ultrapassando Florianópolis, onde o encolhimento nas mortes foi ainda maior, com 15 registros contra 44 no ano passado. Nos dois anos anteriores, a Capital teve maior número de homicídios, com 249 casos (Joinville teve 212).

Débitos com Ipreville

O Ipreville esclarece que o balanço de janeiro, o mais recente disponível até a semana passada no site do instituto, trouxe quantias acima da média por conta do impacto do 13º salário. Por isso, ficou em R$ 15,2 milhões. Dessa forma, nos demais meses dos anos, o pagamento mensal da Prefeitura por causa das renegociações de contribuições em atraso, déficit atuarial (complemento para manter o sistema equilibrado) e recompra de imóveis fica em torno de R$ 9,4 milhões mensais (tem ainda o cota patronal, paga parcialmente e depois rolada por até cinco anos). 

Ficaria zerado

O saldo devedor, atualizado, está em R$ 1 bilhão, sendo R$ 786 milhões referentes ao déficit atuarial, a ser pago até 2043. Se a reforma da Previdência for aprovada na íntegra, sem mexidas na proposta do governo Bolsonaro, esse déficit atuarial do Ipreville simplesmente desapareceria. Esse montante custa hoje R$ 2,5 milhões em prestações mensais à Prefeitura de Joinville. 

Improvável

A eliminação do déficit atuarial, sem necessidade mais de pagamento da prestação mensal até 2043, seria possível pelo maior tempo de contribuição de quem está na ativa e pela elevação das alíquotas. Mas é improvável que a reforma venha a ser aprovada pelo Congresso Nacional sem alterações. Ainda que reduzida, a reforma deverá reduzir esse débito no Ipreville.

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

jefferson.saavedra@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade