nsc
nsc

publicidade

Hospital Regional

Secretaria de Saúde de Joinville estuda compra emergencial de materiais de cirurgias bariátricas 

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
12/10/2019 - 21h00
(Foto: Salmo Duarte / A Notícia)

A Secretaria de Saúde de Joinville está estudando a compra emergencial de materiais para a realização de cirurgias bariátricas no Hospital Regional, mantido pelo governo do Estado. Os procedimentos foram suspensos. Em outra frente, a Saúde de Joinville tentará a ampliação do convênio com o Bethesda para permitir a oferta das bariátricas. Hoje, são em torno de mil pessoas em tratamento para realizar o procedimento, moradores de Joinville e 25 outros municípios da região.

Avulsos

Para Rodrigo Coelho, perto de entrar com ação judicial contra o PSB para poder deixar o partido sem correr o risco de perder o mandato, a adoção da possibilidade de lançamento de candidaturas independentes poderá trazer grandes benefícios ao País. “Vai ser um divisor de águas em nossa jovem democracia, tirando dos partidos políticos, em especial, de caciques partidários, um poder ditatorial que se mostrou maléfico para o País”, escreveu o deputado federal nas redes sociais. Rodrigo citou a discussão sobre candidaturas avulsas (sem vínculo com partidos) a ser feita em dezembro pelo STF.

Nome do novo

O Novo de Joinville confirmou na sexta Adriano Bornschein Silva como pré-candidato a prefeito de Joinville. O empresário foi aprovado no processo seletivo do partido, encerrado na quinta.

Multa da ANTAQ

Em portaria publicada na última segunda-feira, a Antaq manteve aplicação de multa de R$ 667,7 mil na SCPar Porto de São Francisco do Sul. A penalidade, resultado de processo administrativo aberto em 2017, foi motivada por infrações à resolução da agência de regulação do transporte marítimo. A portaria não traz mais detalhes.

Em setembro

Em outra portaria, esta divulgada do final de de setembro, a Antaq aplicou multa de R$ 266,2 mil na SCPar Porto de São Francisco do Sul por causa de questão envolvendo o terminal graneleiro, em processo administrativo iniciado após auto de infração de julho do ano passado. Há possibilidade de recurso administrativo. Somadas, as duas multas chegam a R$ 933 mil.

Alegação

Na defesa de pelo menos um dos cassados na eleição para conselheiros tutelares em Joinville (mas é possível que se repita em outros casos), foi alegado que as publicações de propaganda no dia da eleição, printadas e apresentadas como denúncia de veiculação em dia proibido, na verdade foram postadas anteriormente pelos candidatos como “evento”. Daí, quem se interessou foi avisado, mas por mecanismo da rede social, não pelo candidato. A alegação foi feita em recurso administrativo.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Últimas do colunista

Loading interface...
Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas