publicidade

Navegue por
Saavedra

Educação

Secretário de Educação diz que ensino integral será ampliado em Joinville

Compartilhe

Por Saavedra
09/01/2019 - 05h30 - Atualizada em: 09/01/2019 - 05h30
Colégio
(Foto: )

Em entrevista à Rádio Globo Joinville, o secretário de Educação do município, Roque Mattei, garantiu a ampliação do ensino integral na rede municipal de Joinville. A meta é oferecer a modalidade de ensino para 25% dos alunos até 2025. Roque volta para a Câmara de Vereadores em fevereiro. 

Iniciativas de Coelho

O deputado federal eleito Rodrigo Coelho (PSB) pretende participar da discussão sobre a reforma da Previdência propondo um período mais brando de transição (em comparação com a provável proposta do governo federal) em relação à idade mínima para aposentadoria. Para o futuro parlamentar, a elevação da idade não poderia ser abrupta. Coelho defenderá programa de privatizações e de concessões, inclusive na região, como a BR-280 e o Aeroporto de Joinville. 

Proibição de carga perigosa na Serra Dona Francisca não avança

Há quatro anos, no início de 2015, o então secretário de Meio Ambiente de Joinville, Juarez Tirelli, fez a defesa da proibição de trânsito de cargas perigosas no trecho da SC-418 na Serra Dona Francisca. A proposta surgiu depois de acidentes com caminhões em janeiro, com derramamento de produtos, contido a tempo de evitar maiores danos ambientais.

Relatório

A proibição seria para evitar o risco de contaminação do rio Cubatão em caso de acidentes, o que levaria à suspensão da produção da estação que abastece 65% da cidade até a conclusão da limpeza, o que poderia levar até dois meses. A ideia não foi adiante. Em relatório apresentado no mês passado, comissão da Câmara de Joinville formada para avaliar ações em recursos hídricos defendeu, entre uma série de medidas, a restrição a cargas altamente poluentes na Serra Dona Francisca. 

Já começou

Já tem decisão judicial tomada neste ano envolvendo a aplicação do Código Florestal na área urbana de Joinville. Neste caso, em ação apresentada no final do ano passado, foi negada liminar a empresa que queria afastar a exigência de recuo para curso d’água tubulado. A decisão é de primeira instância. A cobrança foi feita pela Secretaria de Meio Ambiente de Joinville durante o licenciamento. Agora, será discutido o mérito. 

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação