Florianópolis

publicidade

Saavedra

Concorrência

Sem alteração na lei, edital do estacionamento rotativo pode não sair em julho

Compartilhe

Por Saavedra
12/07/2018 - 04h00 - Atualizada em: 12/07/2018 - 09h33
(Salmo Duarte, A Notícia)

Se a Câmara de Joinville não aprovar as alterações na lei do estacionamento rotativo até quarta, a Prefeitura de Joinville não irá lançar o edital de concorrência no dia 19, como previsto: a decisão será aguardar até que a legislação seja alterada.  Na próxima quarta, a Câmara entra em recesso, com as sessões de volta em agosto. 

 

Emenda

A Prefeitura alega que a possibilidade de regularização com taxa de  quem não faz o pagamento do estacionamento está sendo questionado em outras cidades e quer a transformação imediata em multa. Rodrigo Coelho (PSB) já apresentou emenda para manter a chance de regularização para evitar a multa. Na semana passada, completaram-se cinco anos da suspensão do rotativo em Joinville.

 

Artesianos

O Ministério Público de Santa Catarina arquivou uma apuração aberta em 2015 sobre a fiscalização de poços artesianos em Joinville. Não foi constatada nenhum normalidade após consulta à Águas de Joinville, Crea, Vigilância Sanitária, entre outros órgãos.

 

Funerárias

Mais uma vez, Odir Nunes (PSDB) lembrou ontem na Câmara de Vereadores de Joinville do atraso na realização da licitação do sistema funerário. A primeira concorrência foi feita em 1999 e a nova disputa, desta vez com contratação de cinco empresas (hoje são quatro), teria de ter saído em 2009. Um edital chegou a ser lançado pela administração municipal anterior, mas foi barrado na Justiça. O tema não foi mais abordado pelo atual governo. 

 

Quem decide

A proposta de Jaime Evaristo (PSC) para tornar obrigatória a comemoração do Dia dos Pais e do Dia das Mães nas escolas municipais de Joinville pode até fazer com que as comunidades escolares discutam o tema com mais intensidade. Mas o encaminhamento mais adequado é que a decisão final fique como é hoje, com as comunidades de cada escola (direção, professores, familiares e alunos, se possível) decidindo o que é mais adequado. Impor a obrigação vai determinar também a fiscalização, com verificação se está sendo feito algo alusivo às datas? 

 

Entrevero

Mauricinho Soares (MDB) e Wilson Paraíba (PSB) se desentenderam ontem na Câmara de Joinville, em episódio incomum nesta legislatura – foram poucos os entreveros entre os vereadores. Mauricinho não gostou de comentário anterior de Paraíba sobre obra em bairro e Paraíba respondeu com críticas duras ao colega. Na tréplica, Mauricinho se disse desrespeitado e citou a possibilidade de abrir procedimento interno contra o vereador do PSB.

 

Na sexta

Udo Döhler tem encontro amanhã em Joinville para tratar de eleições. Como não será candidato, deve ser algo envolvendo a chapa de Mauro Mariani – a reunião não é com o deputado federal. Ou talvez seja para saber o que outro pré-candidato anda pensando. 

 

Fim de tarde

joinville
(Foto: )

O leitor Diego Soares registrou o entardecer de ontem em Joinville, em mais um dia ensolarado e de temperaturas baixas (pelo menos na maior parte do período).

 

Sem posição

Mais de um mês depois da decisão da Justiça determinando a realização da licitação do transporte coletivo, a Prefeitura de Joinville ainda não se manifestou. Pode ser que esteja esperando ser notificada formalmente, mas já seria possível ter posição. A mesma decisão determinou que seja mantido o reconhecimento (feito pelo outro governo) de parte da dívida do município com as empresas de ônibus por causa do valor da passagem abaixo do previsto em planilha entre 1998 e 2010. A ação foi apresentada pelas empresas e, por causa de liminar revogada no mês passado, a concorrência não foi adiante durante dois anos. 

 

Acompanhamento

O Ministério Público Federal ouve hoje um grupo de comerciantes da Visconde de Taunay sobre as preocupações com a etapa da drenagem do rio Mathias na Via Gastronômica. Na sexta, será a vez de a procuradoria conversar com a Prefeitura de Joinville sobre os impactos e prazos da obra na Visconde. O MPF abriu procedimento para acompanhar as obras bancadas com recursos federais.

 

Corredor

Perto de completar dez anos, o decreto com as regras de corredor de ônibus em Joinville foi modificado ontem, permitindo o uso das vias pelos veículos de transporte turístico e de transporte executivo, desde que identificados. 

 

RPPN

Foi formalizada nesta semana a criação de uma reserva particular do patrimônio natural em Joinville. Com 18,8 mil m2, fica em Pirabeiraba, na estrada Rodolfo Krelling, em lateral da Estrada Cubatão. 

 

Listagem

Na lista dos imóveis em Joinville “estado de abandono” e “sujeitos a ocupação” identificada pelos bombeiros militares a pedido da Assembleia Legislativa (o levantamento foi feito em outras cidades), foram incluídos imóveis públicos, como o antigo Fórum (na Princesa Isabel), terminal de passageiros no rio Cachoeira e antigo CEI Padre Carlos (hoje em reforma). O imóvel de antigo colégio particular ao lado do Centreventos foi relacionado entre as construções particulares (a maioria no Centro da cidade).

 

Proposta

Uma sugestão surgida nas oficinas de diagnóstico da revisão do Plano Diretor de Joinville foi o melhor aproveitando da Arena Joinville, com mais competições. 

 

Sem prazo

No material de divulgação da aprovação pelo Senado do financiamento de US$ 40 milhões para a ponte do Adhemar Garcia, a Prefeitura nem chegou a arriscar em estimar data de lançamento de licitação da obra. Como em outras oportunidades aparecerem problemas e os prazos não se confirmaram, agora há mais cautela. Mas é coisa para 2019 ou 2020, pelo menos. 

 

Leia outras publicações de 

Deixe seu comentário:

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação