nsc
    nsc

    NA FRENTE DA INDÚSTRIA

    Setor que mais cresce em Joinville, serviços lideram no emprego e no PIB

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    29/12/2019 - 10h02
    Participação dos serviços no PIB de Joinville é cada vez maior e já passa de 50% (foto: Mauro Schlieck, arquivo pessoal)
    Participação dos serviços no PIB de Joinville é cada vez maior e já passa de 50% (foto: Mauro Schlieck, arquivo pessoal)

    Depois de tomar a liderança no ranking do emprego em 2015, o setor de serviços tem ampliado a vantagem sobre a indústria em Joinville no mercado de trabalho. Hoje, são 86 mil trabalhadores no segmento, enquanto que as empresas industriais empregam 72 mil pessoas. Em 2019, Joinville abriu 8,4 mil vagas até o final de novembro, sendo 4,2 mil no setor de serviços.

    O setor já responde por uma fatia de 54% do PIB, conforme dados divulgados em dezembro pelo IBGE, com 2017 como ano de referência. Há cinco anos, o segmento era responsável por 47% da criação da riqueza em Joinville. A participação da indústria caiu de 41% para 33% nesses cinco anos. O restante do PIB é formado pela administração pública, agropecuária e impostos.

    Mais ISS

    Há outros impactos do setor de serviços na economia de Joinville. Nesse intervalo, a receita da prefeitura com o Imposto sobre Serviços, o ISS, deu um salto, passando de R$ 165 milhões para R$ 260 milhões anuais.

    Neste momento, o avanço dos serviços é a principal transformação econômica de Joinville, ainda que não possa ser considerada uma ruptura porque a indústria também c6resce, mesmo que em menor velocidade.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas