nsc
    nsc

    Udo Döhler pede a novo secretário de saúde repasse mensal para Hospital São José

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    21/01/2019 - 12h00 - Atualizada em: 21/01/2019 - 12h09
    Crédito: Salmo Duarte, A Notícia

    O custo do Hospital São José dominou o encontro de Udo Döhler com o secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, na última sexta, na primeira visita à prefeitura de Joinville de um integrante do primeiro escalão do governo Carlos Moisés. O prefeito detalhou os dados de custos da Saúde para 2019 para demonstrar o peso do hospital nas contas do município.

    Para 2019, as estimativas de despesas da saúde ficaram em R$ 741 milhões, sendo R$ 488 milhões para a rede de postos e PAs, entre outras estruturas, e R$ 253 milhões para o Hospital São José. Ou seja, sozinha, a unidade hospital fica com 34% do orçamento da Saúde da prefeitura. Dos R$ 253 milhões, R$ 72 milhões serão pagos pelo governo federal, por meio dos repasses do SUS para pagamento de procedimentos. O Executivo quer ajuda para o restante.

    Hoje, as despesas de pessoal do São José já passam de R$ 12 milhões por mês. Para Udo, o perfil regional do hospital, e, principalmente, o atendimento em média e alta complexidade, áreas de atuação de fora das atribuições das prefeituras, implicam novas fontes de financiamento para o São José. “A Prefeitura de Joinville está invadindo uma área que não é sua, a responsabilidade do município é a saúde básica, os postos, os PAs. A obrigação em média e alta complexidade é o do Estado e da União”, diz Udo. Por isso, a insistência em repasse mensal de R$ 6 milhões do Estado para o hospital.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas