Florianópolis

publicidade

Upiara

Alianças

Colombo quer Bauer no palanque pessedista

Compartilhe

Por Upiara Boschi
25/05/2018 - 07h00 - Atualizada em: 25/05/2018 - 07h00
Colombo acha que Bauer deve ser chamado para ato de Merisio. Foto: Diego Redel, Divulgação
Colombo acha que Bauer deve ser chamado para ato de Merisio. Foto: Diego Redel, Divulgação

O ex-governador Raimundo Colombo (PSD) se juntou ao deputado federal Esperidião Amin (PP) na crítica à decisão do deputado estadual Gelson Merisio (PSD) de não convidar o PSDB, especialmente o senador Paulo Bauer (PSDB), para o lançamento de sua pré-candidatura ao governo, sábado em Chapecó. Colombo diz que “o momento é de construir um projeto para Santa Catarina, incluindo todos que podem ajudar, inclusive o PSDB”. Ganhou uma semana para convencer o correligionário.

Ele confirmou presença no ato de lançamento de Merisio, mas mantém a posição de que é “legítimo cada partido lançar o seu candidato e, no momento certo, unir e fortalecer as ideias para o bem comum dos catarinenses”. Merisio diz que os tucanos não foram chamados porque afirmam não abrir mão da cabeça-de-chapa em caso de aliança - diferentemente, por exemplo, de Amin.

Diálogos

Quinta-feira à tarde, estacionamento de um supermercado em Florianópolis, um ex-deputado com experiência em diversos cargos executivos conversa com um amigo. Passo por perto, ele não me (re)conhece, ouço apenas uma frase:

— Vai cair no colo do Esperidião.

Leia também:

Greve faz Merisio adiar lançamento da pré-candidatura

Se não faltar combustível, ato no sábado será o grande teste de Merisio

Deixe seu comentário:

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação