nsc

publicidade

Operação Barbaquá

13 pessoas são presas em operação contra o crime organizado em Canoinhas 

A polícia ainda cumpriu mandados nas cidades de Joinville, Araquari, Garuva e Três Barras  

05/09/2019 - 11h50 - Atualizada em: 05/09/2019 - 18h05

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Florêncio
A polícia ainda cumpriu mandados nas cidades de Joinville, Araquari, Garuva e Três Barras
(Foto: )

Na manhã desta quinta-feira (5), 13 pessoas foram presas em operação contra o crime organizado em Canoinhas e Três Barras, no Planalto Norte de SC. Intitulada Barbaquá, a ação contou com a atuação das Polícias Civil e Militar, Ministério Público e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Durante a operação, também foram cumpridos mandados nas cidades de Joinville, Araquari e Garuva, contando com a participação de cerca de 110 policiais civis, 85 policiais militares e 20 integrantes da força tarefa do Gaeco.

As investigações começaram há aproximadamente cinco meses, com os trabalhos presididos pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Canoinhas, em conjunto com 3º Batalhão de Polícia Militar. Foram analisadas mais de 30 mil páginas de laudo pericial com aproximadamente 40 alvos investigados.

A apuração buscou reprimir a prática de diversos crimes relacionados a uma facção criminosa que atua na região, principalmente o tráfico de drogas, armas e homicídios.

Durante esta manhã, foram cumpridos seis mandados de prisão preventiva e três de internação de adolescentes suspeitos de envolvimento nos crimes. Além disso, outras quatro pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas. No total, a polícia cumpriu 32 mandados de busca e apreensão e 13 pessoas foram detidas.

O nome da operação, Barbaquá, foi uma homenagem ao aniversário de Canoinhas, no próximo dia 12, completando 108 anos. Barbaquá se refere à técnica antiga de sapecar e produzir a erva-mate, matéria prima referência na cidade.

Leia mais notícias sobre Joinville e região.

Deixe seu comentário:

publicidade