nsc
nsc

publicidade

Seu Problema é Nosso

18 remédios estão em falta na farmácia escola da UFSC, em Florianópolis

Estado afirma que processo de compra já foi realizado, mas não dá prazo para a reposição

07/12/2017 - 10h14 - Atualizada em: 07/12/2017 - 12h26

Compartilhe

Por Redação NSC

O filho de Patrícia Rosa, 45 anos, faz tratamento com hormônio do crescimento desde os cinco anos de idade. Por mês, o garoto, hoje com nove anos, toma cinco frascos de Somatropina 12 UI. O medicamento é de alto custo e, por isso, é fornecido pelo Estado. Todos os meses, Patrícia retira o hormônio na farmácia escola da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), no bairro Trindade, em Florianópolis, porém, desde novembro, o remédio está em falta e sem previsão para chegar.

Além do filho de Patrícia, outras pessoas são afetadas pela falta de medicamentos. Atualmente, 18 remédios estão em falta. A lista, atualizada pela unidade na terça-feira, está colada na porta da farmácia escola.

Sem o fornecimento pelo Estado, Patrícia teve que comprar o medicamento. Segundo ela, cada frasco do hormônio custa entre R$ 600 e R$ 700. Em um mês, ela desembolsou quase R$ 3 mil para que o filho não interrompesse o tratamento.

— Mas tive que diminuir a dose pra ele não ficar sem, a médica disse que não ia afetar muito o tratamento. Mas é complicado, é um medicamento muito caro e não temos condições de comprar sempre, mas damos um jeito. A minha preocupação é que tem gente que não tem condições, que vem de longe para pegar e não conseguem e não tem previsão para chegar.

Patrícia fez uma denúncia na Ouvidoria da Secretaria Estadual de Saúde, mas ainda não teve resposta.

A farmácia escola funciona por meio de um convênio entre a universidade e a prefeitura de Florianópolis, mas os medicamentos são fornecidos pelo Estado. Na unidade há apenas remédios do grupo chamado de Componente Especializado da Assistência Farmacêutica, que são de alto custo.

A farmácia escola fica na Rua Delfino Conti, campus universitário UFSC, bairro Trindade. O horário de atendimento é das 9h às 17h. O local não possui telefone para contato, apenas o e-mail farmaciapmfusfc@gmail.com.

Solução

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que o processo de compra dos remédios já foi realizado e está aguardando o recebimento por parte dos laboratórios para fazer a reposição.

Lista de medicamentos em falta (atualizada no dia 05/12/2017)

Amantadina 100 mg

Betainterferona 1A 44 mcg

Bromocriptina 2,5 mg

Calcipotriol bisnaga 30 g

Clobazam 10 mg

Clobetasol solução

Entacapona 200 mg

Gabapentina 300 mg e 400 mg

Galantamina 8 mg e 24 mg

Isotretinoína 10 mg

Mesalazina 800 mg comprimido

Octreotida 20 mg

Pravastatina 20 mg

Sildenafil 25 mg

Somatropina 12 UI

Triptorrelina 11,25 mg

Onde cobrar

A Secretaria de Estado da Saúde atende na Rua Esteves Júnior, 160, Centro de Florianópolis. O telefone de contato é o (48) 3664-9000. Reclamações podem ser feitas pela Ouvidoria no site da secretaria: clic.sc/ouvidoriasaude ou por telefone, pelo 0800-482-800.

Acompanhe as notícias da Grande Florianópolis

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade