nsc
    an

    Temporada de verão

    2,2 milhões de turistas devem passar por São Francisco do Sul

    Estimativa é de que R$ 200 milhões sejam movimentados na cidade durante o verão

    04/01/2019 - 11h57 - Atualizada em: 04/01/2019 - 12h24

    Compartilhe

    Hassan
    Por Hassan Farias
    Movimento na praia da Enseada
    Movimento na praia da Enseada
    (Foto: )

    São Francisco do Sul espera receber cerca de 2,2 milhões de turistas durante a temporada de verão deste ano. O número é 10% maior do que o registrado no ano passado, segundo dados da Secretaria de Turismo. A estimativa do município é de que aproximadamente 300 mil pessoas já tenham passado pela cidade até o último domingo.

    Um levantamento parcial de visitantes será feito no início da próxima semana para indicar dados mais precisos. A secretaria usa imagens de câmeras de monitoramento na BR-280 para reunir os dados, excluindo carros com placas de São Francisco do Sul. Também são levadas em consideração as informações da pesquisa de demanda turística do município. Ela mostra que 75% dos turistas são de famílias que acessam a cidade com, no mínimo, três pessoas em cada veículo.

    O maior número de turistas é de Santa Catarina, com destaque para Joinville. Em seguida, o Paraná é o segundo Estado que mais contribui com turistas para a cidade durante o verão. Eles saem de cidades como Curitiba e Londrina. Em seguida, aparece o interior de São Paulo.

    A expectativa da Secretaria de Turismo é de que cerca de R$ 200 milhões sejam movimentados na cidade durante a temporada de verão deste ano. Em 2018, o impacto econômico foi em torno de R$ 100 milhões.

    Segundo a gerente de turismo do município, Jamille Machado Douat, uma das apostas para dobrar a receita é o aumento dos gasto médio diário dos turistas, que foi de R$ 50 no ano passado. Além disso, a temporada foi estendida até março por causa do Carnaval.

    — A nossa expectativa está bem positiva. Conversamos com restaurantes que estão com bastante movimento e os supermercados estão lotados, por exemplo. Estamos percebendo um reaquecimento na economia — conta.

    Jamille também cita que a rede hoteleira está com praticamente 100% de ocupação na cidade. Já a maioria das imobiliárias está com os imóveis lotados pelo menos até a primeira quinzena de janeiro. Para depois do dia 20, 50% das vagas ainda estão livres.

    Segundo a Pesquisa Fecomércio Turismo sobre a temporada de verão do ano passado, o principal facilitador para as vendas do comércio foi o turismo, de acordo com 32% dos entrevistados. Por outro lado, a crise econômica foi o obstáculo mais relevante para a arrecadação do setor (36%), seguido da queda no fluxo de clientes (16%) e o trânsito (12%).

    Dados obre visitantes e comércio
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas