publicidade

Economia
Navegue por

De olho no Leão

36,8% dos contribuintes ainda não entregaram a declaração do IR em SC; prazo termina dia 30

Veja quem deve declarar, como isso pode ser feito e quais são as novidades para este ano

23/04/2019 - 12h54 - Atualizada em: 23/04/2019 - 13h29

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
36,8% dos contribuintes ainda não entregaram a declaração do IR em SC; prazo termina dia 30
Arrecadação teve início no dia 7 de março e termina no dia 30 de abril
(Foto: )

A uma semana do fim do prazo, cerca de 36,8% catarinenses ainda não entregaram a declaração de imposto de renda. Até as 11h desta terça-feira (23), um total de 840.716 declarações haviam sido recebidas, de acordo com a Superintendência Regional da Receita Federal. O número representa 63,2% do total esperado para o Estado.

Conforme o órgão, a expectativa é de que 1,3 milhão de catarinenses entreguem a declaração até o fim do prazo, que termina na próxima terça-feira, dia 30 de abril, às 23h59min.

Veja como fazer a declaração

A declaração é realizada pela internet, por meio de um programa disponível no site da Receita Federal — veja neste link como instalar esse programa — ou do aplicativo da Receita disponibilizado para smartphones e tablets do sistemas android e IOs. O passo a passo da declaração pode ser acessado neste link.

Para este ano, há duas novidades: a declaração do CPF dos dependentes que moram no Brasil, que passou a ter preenchimento obrigatório na declaração, e os dados sobre imóveis e carros que não precisa ser preenchido como informação complementar em Bens e Direitos.

A declaração do imposto de renda é obrigatória para todos os cidadãos que em 2018 receberam rendimentos somados superior a R$ 28.559,70. Para a atividade rural, a a receita bruta deve ter valor superior a R$ 142.798,50.

Saiba quem mais deve declarar:

• Todos que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil;

• Obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

• Pretendam compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos com a atividade rural e anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018;

• Tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

• Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontravam-se em 31 de dezembro; ou

• Optaram pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato.

​Leia mais notícias de Santa Catarina​

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação