nsc
dc

Embate

62 vídeos já foram publicados em 2021 pelo TSE para desmentir fake news sobre urnas

Em contrapartida, defensores do voto impresso promoveram uma enxurrada de "dislikes" no canal da Corte Eleitoral no YouTube

31/07/2021 - 13h42

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Embate entre os defensores do voto impresso e a autoridade máxima eleitoral é evidente
Embate entre os defensores do voto impresso e a autoridade máxima eleitoral é evidente
(Foto: )

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e aliados intensificam ataques contra as urnas eletrônicas, numa tentativa de colocar em descrédito o atual sistema de votação, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem direcionado boa parte de sua comunicação para desmentir notícias falsas e esclarecer aos eleitores sobre o funcionamento do voto eletrônico e as auditorias feitas para atestar a segurança do modelo.

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

O TSE tem divulgado produtos nas mais diversas redes sociais e, recentemente, aderiu até mesmo ao TikTok. No YouTube, segundo levantamento do Metrópoles, já foram publicados, neste ano, 62 vídeos sobre urnas eletrônicas, voto impresso, fraudes ou ciberataques.

As respostas do tribunal se acentuaram sobretudo após 14 de maio, quando o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, lançou uma campanha, segundo ele, para demonstrar a segurança, transparência e auditabilidade do processo eleitoral. Desde então, o canal da Corte no YouTube subiu 92 vídeos. Desses, 46 – ou seja, a metade – tratam do assunto.

Leia mais em Metrópoles, parceiro do NSC Total

Leia também

Presidentes de Senado e TSE reagem às ameaças golpistas de Bolsonaro contra as eleições de 2022

Bolsonaro diz que "não tem como comprovar se eleições foram fraudadas"

Site omite que pesquisa com vantagem para Bolsonaro foi feita apenas em SC

Colunistas