nsc

publicidade

Talento em pauta

A importância de manter uma rede de contatos ativa

Fazer networking não é apenas trocar cartões, avalia consultor

17/05/2015 - 12h21

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Algumas pessoas têm confundido o processo de networking com a singela troca de cartões. Porém, mais importante do que ser um colecionador de cartões é saber o que será feito com esses contatos. Gerar negócios? Estabelecer uma parceria? Trocar ideias, cases? Troca de favores?

>> De estagiário a contratado: como ser efetivado?

Há duas maneiras básicas e essenciais de conhecer novos profissionais e estabelecer novos contatos: eventos e redes sociais. Antes de explicá-los, uma comparação: os eventos proporcionam a possibilidade de estabelecer contato pessoal. Isso limita um pouco o número de contatos feitos por evento, mas essa é uma opção muito mais profunda.

Na rede social, pode-se fazer uma quantidade maior de contatos, porém o impacto é bem menor nas relações criadas - afinal, a impessoalidade eletrônica ainda não foi solucionada, e dificilmente superará um dia o contato face a face.

Sobre os eventos: frequente diversos tipos de evento, com diferentes entidades e tipos de profissionais. É muito importante trocar cartões, sim, mas o contato de acompanhamento pós-evento é essencial no que diz respeito a mostrar interesse em continuar a fazer negócios com esse profissional.

O LinkedIn, rede social voltada exclusivamente a intuitos profissionais, pode ter toda a impessoalidade que qualquer contato via internet tem, mas facilita muito a prospecção ao possibilitar a busca de pessoas por segmento, profissão, empresa, cargo e outros filtros aplicáveis. Essa rede social tem sido cada vez mais utilizada por consultorias para buscar profissionais. Ela é gratuita (para os serviços básicos), mas deve ser utilizada como uma ferramenta de apoio.

Ir direto ao assunto, tanto na rede social quanto em um evento, pode não soar tão bem para alguns profissionais. Começar conversando sobre assuntos neutros, notícias sobre o segmento e até curiosidades sobre outros assuntos interessantes e relacionados à área de atuação da pessoa são sempre indicados. É bom lembrar que, apesar de todos terem interesses em fechar negócios, existem, sim, certas "convenções sociais". Por isso, um primeiro contato com um "quebra-gelo" muitas vezes é mais indicado.

Para aqueles que desejam estar na mira dos headhunters, o networking é mais do que essencial para ser chamado a novas oportunidades profissionais. Para isso, é preciso fazer de tudo um pouco: participar de eventos, conhecer novos profissionais, trocar favores, ter uma boa reputação, ter o perfil profissional atualizado nas redes sociais profissionais e, muito importante, cadastrar-se nos mais diversos sites de consultorias e empresas.

Na maior parte das vezes, não ser o selecionado para uma oportunidade é comum, mas mostrar-se receptivo com a consultoria, além de ter um perfil profissional competitivo, conta muitos pontos para que a "mira" continue em você em processos semelhantes.

Deixe seu comentário:

publicidade