nsc
    dc

    Linha do tempo

    A trajetória do aeroporto de Florianópolis até a entrega do novo terminal

    Concessão entrou em pauta em 2015, com pacote que buscava novos investimentos em infraestrutura

    27/09/2019 - 05h45

    Compartilhe

    Jean
    Por Jean Laurindo
    Novo terminal do Aeroporto de Florianópolis, Santa Catarina
    Novo terminal do Aeroporto de Florianópolis tem capacidade para 8 milhões de passageiros ao ano
    (Foto: )

    A inauguração do novo terminal de passageiros neste fim de semana e o início da operação na próxima terça-feira formam um capítulo importante da história do aeroporto de Florianópolis. Um espaço de embarque com mais conforto para quem viaja a outros destinos do país e adequado ao potencial turístico da cidade era um anseio de moradores do Estado há muitos anos.

    Os sinais de avanços começaram a ficar mais claros a partir de 2015. Foi naquele ano que o governo federal incluiu o aeroporto de Florianópolis em um pacote de concessões que buscava investimentos privados para terminais aeroviários, portos, rodovias e ferrovias.

    Durante quase dois anos, o processo conviveu com a demora no lançamento dos termos do edital para o leilão da administração do aeroporto, que, no caso da Capital, ocorre por um período de 30 anos.

    Em março de 2017, com a vitória da Zurich Airport, a população passou a conhecer os planos. Entre eles, estava o projeto do novo terminal, que agora será apresentado aos passageiros e visitantes, com capacidade para 8 milhões de passageiros ao ano, quatro vezes mais do que a capacidade do terminal atual, que opera acima do limite, com quase 4 milhões de passageiros/ano.

    Outras melhorias, como uma pista auxiliar para os aviões, controle de acesso digitalizado, esteiras automatizadas para acelerar o despacho de bagagens, fingers para acesso às aeronaves, terraço panorâmico e estacionamento com 2,5 mil vagas — cinco vezes mais do que o antigo — também fazem parte da estrutura que será apresentada à população neste fim de semana.

    A presidente da Santur, Flávia Didomenico, considera que o novo modelo de administração do aeroporto traz ganhos para Santa Catarina e também para o Brasil, por ser capaz de inspirar a gestão de outros espaços de infraestrutura. Exemplos citados por ela são o conforto, os serviços oferecidos e a construção do boulevard, que deve provocar uma integração do terminal com a própria população local.

    — Somos um Estado com projeção internacional e o novo aeroporto terá essa capacidade não só de estrutura física, como de serviços. Para nós, é um ganho imenso. Quando você desembarca, já tem toda a estrutura como primeira experiência. E sem dúvida o turista vai perceber já no momento do desembarque como é bom vir a Santa Catarina — avalia.

    Em entrevista exclusiva à NSC neste mês, Tobias Markert, CEO da Floripa Airport, falou dos planos da empresa para o novo terminal:

    — Em Florianópolis, será um grande aeroporto e também divertido. Teremos muitas coisas aqui. O boulevard é, basicamente, um espaço de eventos. Nós teremos uma equipe que vai preparar várias atrações todo fim de semana. Sempre terá algo acontecendo no complexo. Teremos o terraço, concertos, exposições, tours para crianças etc. Ele terá muito mais movimento. Há ótimas oportunidades de negócio em Florianópolis, mas também turismo e outros atrativos. Estamos tentando ser mais diferentes, mais "loucos", mais divertidos.

    O novo terminal e o Boulevard 14/32 somam juntos investimentos de R$ 570 milhões.

    Viagem

    Conheça as novidades do aeroporto de Florianópolis

    História do terminal

    Para além da trajetória recente acerca da concessão do terminal, a história do aeroporto de Florianópolis se confunde com a própria evolução da aviação em Santa Catarina.

    As atividades de aviação comercial começaram em 1927 e o primeiro terminal de passageiros de alvenaria só surgiu em 1955. Nesses primeiros anos, o local convivia com pousos e decolagens de hidroaviões e com a movimentação de uma base aeronaval que integrava o Sistema de Defesa Aérea do Litoral do Brasil.

    A partir de 1974, a administração do aeroporto passou à Infraero. Dois anos e meio depois, em agosto de 1976, o novo terminal de passageiros era inaugurado. O espaço passou por ampliações ao longo das últimas décadas, mas era o mesmo utilizado até esta semana, antes da mudança para o novo terminal erguido pela Floripa Airport.

    Leia também

    De Starbucks a supermercado: saiba onde comer e comprar no novo aeroporto de Florianópolis

    Como serão os dois dias de inauguração do novo aeroporto de Florianópolis

    VÍDEO: conheça o novo aeroporto de Florianópolis

    Acesse as últimas notícias do NSC Total

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas