nsc

Estiagem

Abastecimento de água melhora na Grande Florianópolis mas alerta para economia persiste

Vazão dos rios da região voltaram ao normal, mas chuva ainda é insuficiente para revolver consequências da estiagem.

16/10/2019 - 12h14 - Atualizada em: 16/10/2019 - 12h30

Compartilhe

Por Juliana Gomes
Rio Vargem do Braço integra o Sistema Integrado da Grande Florianópolis e atravessa estiagem
Rio Vargem do Braço integra o Sistema Integrado da Grande Florianópolis e atravessa estiagem
(Foto: )

Embora insuficiente para reverter os problemas causados pela estiagem dos últimos quatro meses, a chuva que atinge a Grande Florianópolis desde domingo (13) amenizou as dificuldades de abastecimento de água. De acordo com a Companhia de Águas e Saneamento (Casan), os níveis dos reservatórios da região estavam normalizados na manhã desta quarta, mas o alerta para economia de água permanece.

- A vazão do Rio Vargem do Braço voltou ao normal, que a gente precisa para poder produzir o volume necessário na estação de tratamento de água do Morro dos Quadros, mas a quantidade de chuva não foi suficiente para recuperar todo manancial. Choveu em torno de 20 mm na Bacia Rio Vargem do Braço e o ideal seria que chovesse em torno de 100 mm - explicou o superintendente da Casan Joel Horstmann.

Rupturas pontuais

Como os reservatórios da Grande Florianópolis estavam com um bom nível na manhã desta quarta-feira, problemas de abastecimento que venham a surgir até o fim do dia, devem ser casos isolados, conforme a Casan.

- Hoje, pode haver um problema pontual, em função de uma rede rompida, pode ser um problema de bombeamento, que pode ser uma obstrução na rede. Então, é muito importante que o cliente solicite para Casan para a gente mandar uma equipe em campo para verificar o problema - enfatizou Horstmann.

Até mesmo os bairros localizados em regiões altas ou em final de rede, estavam com abastecimento normalizado nesta manhã.

- Hoje, a Casan, além de ter feito aquelas obras emergenciais no Rio Cubatão, está em vias de ampliar a vazão do Rio Cubatão para que no futuro, num período de estiagem, a gente consiga manter o abastecimento regular - explicou o superintendente.

Conforme Joel, a captação dos Rios Pilões e Cubatão também começa a voltar ao normal.

- Então, hoje, a gente não está usando nenhum sistema complementar, que a gente fez para este período de estiagem. Está desligado, fica lá como reserva, se houver necessidade de ligar - informou.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas