nsc

publicidade

Atirador de elite

Abner marca gols de acesso por três anos seguidos por times diferentes na Série B do Catarinense

Meia-atacante é decisivo para Almirante Barroso (2019), Marcílio Dias (2018) e Concórdia (2017) 

14/08/2019 - 09h55

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Abner em ação pelo Almirante Barroso, em seu terceiro acesso à elite catarinense na carreira
Abner em ação pelo Almirante Barroso, em seu terceiro acesso à elite catarinense na carreira
(Foto: )

O “atirador de elite” da Série B do Campeonato Catarinense atende pelo nome de Abner. O jogador marcou gols nas partidas que valeram o acesso à Série A Estadual para três times nas últimas três edições da Segundona. O Almirante Barroso vai integrar a Primeira Divisão de 2020 depois que o meia de 23 anos balançou as redes na partida que rendeu o retorno à equipe de Itajaí. Nos dois anos anteriores ele teve aparição decisiva para Marcílio Dias e Concórdia.

– Esse feito, para mim, significa muito. Poder marcar meu nome com o Concórdia, com o Marcílio Dias e agora como o Barroso, ajudando a colocar três times de volta à elite é muito gratificante. Com certeza, é algo que vai ficar marcado na minha carreira, na minha história e na dos clubes – resume.

Nascido em Blumenau, chegou a frequentar a base do XV de Indaial e do Metropolitano. Jogou em outros clubes de Santa Catarina e também peregrinou por times de outros estados, como Mato-Grosso, São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Mas foi em 2017 que a sina de Abner em fazer os gols que valeram o acesso à elite do Catarinense começou.

Abner com a camisa do Concórdia na campanha do acesso, em 2017
Abner com a camisa do Concórdia na campanha do acesso, em 2017
(Foto: )

Naquele ano integrou o Concórdia. O último dos sete gols que marcou foi decisivo para a volta do Galo do Oeste à Série A de SC. Na semifinal em que o vencedor subia de divisão, o Marcílio Dias venceu a primeira partida por 2 a 1. Na volta, a vitória simples bastava ao time do Oeste. O meia marcou o tento do 1 a 0 providencial (por conta da melhor campanha).

Quis o destino que no ano seguinte ele vestisse a camisa de quem foi algoz. Abner defendeu o Marinheiro na Série B do ano seguinte. Nas semifinais as equipes disputavam o acesso o jogador desencantou: foram três gols no confronto, dobrou o que tinha marcado até então. Ele abriu o placar no 3 a 1 sobre o Fluminense, de Joinville, no jogo de ida, e garantiu o acesso fazendo os dois tentos marcilistas no 2 a 2 que fez o time de Itajaí retornar à elite.

Abner no Marcílio Dias, decisivo nos jogos que valeram o acesso
Abner no Marcílio Dias, decisivo nos jogos que valeram o acesso
(Foto: )

Depois de defender o Tombense no primeiro semestre, voltou para Itajaí para vestir outra camisa, a do Almirante Barroso, e para aparecer novamente em momento decisivo. O Barroso conseguiu o acesso duas rodadas antes, com vitória por 2 a 0 sobre o Guarani de Palhoça. No jogo disputado na última quarta-feira, Abner apareceu para fechar o placar antes da comemoração no Camilo Mussi pela meta da equipe.

– Para mim foi muito gratificante poder marcar o gol que deu o acesso ao Almirante Barroso. Foi uma coroação do trabalho que fizemos, fomos líderes desde a primeira rodada. O primeiro objetivo foi comprido, que foi o acesso. Mas ainda queremos ser campeões. Nada melhor do que coroar um trabalho do que com um título.

Leia mais notícias do esporte em Santa Catarina.

Deixe seu comentário:

publicidade