nsc
    dc

    Agroindústria

    ABPA projeta crescimento nas exportações de frangos e suínos em 2020

    Em 2019 faturamento já chegou em US$ 6,3 bilhões em frangos e US$ 1,4 bilhão nos suínos

    12/12/2019 - 10h59 - Atualizada em: 12/12/2019 - 11h13

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Produtores estão investindo no aumento da produção de suínos
    Mário Fries, de Chapecó, está investindo R$ 2,5 milhões para ampliar produção em 40%
    (Foto: )

    A produção de frangos do Brasil deve crescer 4 a 5% em 2020, ficando entre 13,6 e 13,7 milhões de toneladas e, as exportações, que bateram nas 4,2 milhões de toneladas em 2019, devem crescer 3 a 6%.

    - Podemos chegar até a 7% pois temos a retomada das cotas mexicanas e tivemos 46 novas plantas habilitadas para exportação e,se cada uma exportar um pouco a mais, teremos um bom crescimento – disse Ricardo Santin, vice-presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, em coletiva realizada nesta quinta-feira.

    Nos suínos, a previsão é de crescimento de 3 a 4% na produção, chegando a 4,2 milhões de toneladas. De acordo como presidente da ABPA, Francisco Turra, esse crescimento só não será maior pois há um limite de matrizes.

    Nas exportações a previsão é de um crescimento de 15 a 20%, passando de 740 mil toneladas para 850 mil a 900 mil toneladas.

    Na avaliação dos diretores da ABPA, há espaço para crescimento pois pelo menos 20 países enfrentam problemas com a peste suína africana, além da demanda chinesa continuar alta pelo menos nos próximos três a cinco anos.

    Ricardo Santin disse que a retirada de taxas da China para os Estados Unidos é um sinal de que eles precisam de muita carne.

    - Há espaço para o Brasil e Estados Unidos como fornecedores de carne para a China – explicou.

    Em 2019 a produção de frango deve crescer 2,3%, ficando em 13,5 milhões de toneladas, com aumento das exportações em 2,4%, chegando a 4,2 milhões de toneladas. O consumo de frango vai aumentar 2,2%, de 41,7 quilos per capita para 42,6 quilos.

    Na produção de suínos o crescimento de 2019 será de 2,5%, chegando a 4,1 milhões de toneladas. A exportação vai crescer 14,5%, chegando a 740 mil toneladas. No entanto o consumo terá uma queda entre 1 e 2%, de 15,9 quilos per capita para 15,7 quilos per capita.

    Em receita até novembro o crescimento no frango foi de 6,1%, chegando a US$ 6,3 bilhões. No suíno foram US$ 1,4 bilhão até novembro, com crescimento de 27,9%.

    Santa Catarina cresceu 29% em receita de suínos, chegando a US$ 767 milhões, e 8% em receita de exportação de frango, chegando a US$ 2 bilhões até novembro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas