nsc
    dc

    Polícia

    Acusado de matar um policial e ferir outro em Criciúma é morto em confronto no Sul de SC

    Homem de 29 anos estava foragido desde a tarde de terça-feira 

    01/04/2020 - 15h57 - Atualizada em: 01/04/2020 - 16h02

    Compartilhe

    Lariane
    Por Lariane Cagnini
    morte
    Homem foi encontrado na tarde desta quarta
    (Foto: )

    O acusado de disparar contra dois policiais durante o cumprimento de um mandado de prisão em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, foi morto em confronto. Ele estava foragido desde terça-feira, e um cerco foi montado para capturá-lo. Na tarde desta quarta, ele foi encontrado e morto em uma troca de tiros, segundo a Polícia Militar.

    As informações foram repassadas pelo comandante do batalhão de Tubarão, tenente-coronel Silvio Roberto Lisboa. Ele disse que o setor de inteligência da polícia de Criciúma e o comandante do batalhão da cidade, tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, confirmaram a morte do homem em confronto.

    Fabiano de Oliveira Dozol, 29 anos, foi encontrado em uma estrada no interior de Balneário Rincão, cidade vizinha a Criciúma. Ele foi atingido por um policial do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Içara, segundo Lisboa.

    - Isso é uma pronta-resposta. Ninguém quer a morte, mas já que houve confronto, foi inevitável para garantir a segurança das guarnições - resumiu o comandante de Tubarão.

    O policial militar João Batista Figueira Ribeiro tinha 41 anos e levou dois tiros na cabeça durante a abordagem de ontem. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada, no Hospital São José. Casado e pai de dois filhos, um menino de 5 anos e uma jovem de 18 anos de idade, Ribeiro era natural de Criciúma e atuava na Polícia Militar há 17 anos.

    Colunistas