nsc
    dc

    Sistema prisional

    Acusado de um dos 11 homicídios na Penitenciária de São Pedro de Alcântara vai a júri popular em São José

    Tiago José Simas é acusado de matar o então colega de cela Fernando Ribeiro, em abril de 2011

    15/07/2013 - 12h47

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    A Penitenciária de São Pedro de Alcântara, QG do PGC, foi o cenário de 11 mortes em 2011
    A Penitenciária de São Pedro de Alcântara, QG do PGC, foi o cenário de 11 mortes em 2011
    (Foto: )

    Acusado de uma das 11 mortes na Penitenciária de São Pedro de Alcântara, em 2011, o detento Tiago José Simas vai a júri popular em São José. A sessão está marcada para esta terça-feira, às 9h, no Fórum de São José.

    Tiago José Simas é acusado de matar o então colega de cela Fernando Ribeiro, na madrugada de 13 de abril de 2011. A arma do crime seria um estoque de ferro feito com uma haste retirada de dentro do ventilador. Outros três detentos ocupavam a cela no momento do crime.

    O assassinato de Fernando foi a sétima das pelo menos 11 mortes registradas em 2011 na unidade, que é o quartel-general da facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC).

    Fernando tinha nove anos e 11 meses de condenação por furto e roubo, e Tiago cumpria pena de seis anos e 8 meses por roubo e crime de trânsito.

    De acordo com a direção da unidade na época, o detento assassinado teria ligação com o PGC.

    Há suspeita de que as 11 mortes de 2011 na unidade tenham sido provocadas na tentativa de derrubar o então diretor Carlos Alves, hoje réu em um processo por crime de tortura contra presos de São Pedro de Alcântara, em novembro de 2012.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas