nsc
    dc

    Defesa

    Advogado dá prazo para modelo apresentar provas contra Neymar

    Caso o repasse do material não ocorra até a semana que vem, Danilo Garcia de Andrade ameaça deixar a defesa de Najila Trindade

    09/06/2019 - 09h04 - Atualizada em: 09/06/2019 - 09h10

    Compartilhe

    Por GaúchaZH
    Najila Trindade passou mal durante o depoimento, saindo carregada pelo advogado
    Najila Trindade passou mal durante o depoimento, saindo carregada pelo advogado
    (Foto: )

    O advogado de Najila Trindade, mulher que diz ter sido agredida e estuprada por Neymar, deu um prazo para a modelo entregar as provas citadas por ela contra o jogador do Paris Saint-Germain (PSG). Caso o repasse do material não ocorra até a semana que vem, Danilo Garcia de Andrade ameaça deixar a defesa de Najila, segundo o site UOL.

    A modelo alega ter fotos e vídeos que comprovam sua versão. Na sexta-feira (7), ela prestou depoimento na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo. Na ocasião, disse à polícia que não poderia entregar a íntegra do vídeo com o jogador porque o tablet onde estariam as imagens teria sido furtado após arrombamento em seu apartamento.

    Apesar de estipular o prazo, Andrade reitera a confiança em sua cliente. O defensor também afirmou que deixará o caso se a investigação apontar que o relato de Najila sobre o suposto arrombamento no imóvel “se mostrar inverídico”. Andrade destacou que a relação entre advogado e cliente é “baseada sempre na confiança” e que não faz sentido continuar com seu trabalho caso isso não ocorrer.

    O profissional havia informado que Najila iria apresentar um vídeo de sete minutos à polícia. Uma parte do arquivo, com cerca de um minuto, vazou na internet. Além desse material mais extenso, Najila disse possuir fotos e prints de conversas que comprovariam sua versão. Ela ainda não apresentou os arquivos ao advogado.

    Um dia antes do depoimento à polícia, a modelo já havia antecipado ao defensor a versão do tablet furtado. Esse posicionamento foi repetido no encontro com as autoridades policiais, de onde a modelo saiu carregada por Andrade após passar mal.

    Depois da suposta invasão, Najila afirmou ter dado falta apenas do aparelho, de um relógio e de uma quantia em dinheiro. Os investigadores, entretanto, analisaram impressões digitais no imóvel, mas encontraram apenas marcas da modelo e da empregada. Sinais de arrombamento leve no imóvel teriam sido apontados pelas autoridades.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas