nsc
dc

Outubro Rosa

O equipamento médico pode influenciar no diagnóstico do paciente?

A Imex Medical Group, empresa referência na fabricação de equipamentos por imagem na área da saúde, reforça a importância do uso da tecnologia para obter exames mais precisos

18/10/2021 - 13h30 - Atualizada em: 20/10/2021 - 10h11

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
mamografia
Levantamento do SUS revelou uma queda de 84% no número de mamografias feitas no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus em 2020, em comparação à 2019
(Foto: )

A chegada da pandemia fez com que muitas pessoas adiassem os cuidados de rotina com a saúde, incluindo a realização de exames. Segundo dados divulgados recentemente pelo Ministério da Saúde, a quantidade de procedimentos com finalidade diagnóstica feitos no Sistema Único de Saúde (SUS) caiu 20% em 2020 comparado ao ano anterior. Esse número expressivo torna campanhas de conscientização, como o Outubro Rosa, ainda mais fundamentais.

> Como a pandemia impactou no combate e prevenção ao câncer de mama

Quando se avalia a realização de exames de mama no último ano, os números são ainda mais preocupantes. Levantamento feito pela Fundação do Câncer com base em dados do SUS revelou uma queda de 84% no número de mamografias feitas no Brasil durante a pandemia do novo coronavírus, em comparação ao mesmo período de 2019.

Para amenizar o impacto causado pela pandemia nos check-ups, contar com diagnósticos mais precisos e ágeis podem fazer toda a diferença. Pensando em oferecer mais segurança e comodidade aos pacientes e também equipe médica, a Imex Medical Group desenvolveu o sistema de mamografia Precision. O equipamento é digital, por isso é capaz de realizar um exame mais sensível e com melhor resolução, gerando exames mais assertivos, o que contribui significativamente para um tratamento mais eficiente.

mamografia digital
O sistema de mamografia Precision, da Imex, garante mais conforto e segurança aos pacientes
(Foto: )

Outra vantagem é que, quando comparado ao aparelho analógico, o mamógrafo digital exige menor dose de radiação e maior agilidade na aquisição das imagens, o que reduz o desconforto da paciente. Todos esses avanços em prol da saúde aumentam ainda mais sua importância quando o acesso a eles é ampliado, por isso a chegada do mamógrafo da Imex Medical Group ao mercado tem papel importante na digitalização da base instalada de mamógrafos no Brasil.

Atualmente, segundo dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSus), 68% dos mamógrafos no país ainda são analógicos.

Investimentos em pesquisa e inovação

No último ano, quando todos os setores da economia foram desafiados de maneira inédita, a área da saúde foi uma das mais impactadas. Mesmo diante de um cenário tão singular como o da pandemia, a Imex Medical Group, buscou oportunidades e acelerou o lançamento de equipamentos que ampliaram seu portfólio de marca própria, além de investir R$ 20 milhões em pesquisa e desenvolvimento. Iniciativa que reforça a preocupação da empresa em oferecer ao mercado equipamentos para diagnósticos mais precisos.

— Em nossas soluções temos sempre que entender a realidade do mercado brasileiro, este é nosso diferencial. Desta forma estamos muito mais próximos à sua necessidade, oferecendo o melhor negócio para cada cliente — afirma o CEO da Imex, Edison Bianchi.

Ao longo de 20 anos de trajetória a Imex Medical Group enfrentou os desafios impostos pelo mercado, apostando na inovação para crescer e chegar ao posto de maior empresa nacional do segmento de equipamentos e serviços para área de diagnósticos por imagem no setor da saúde. Essa determinação é também um dos pilares para projetar o futuro.

Nas últimas duas décadas a empresa registrou crescimento e prevê, para 2021, um faturamento de R$ 250 milhões - 55% de aumento em relação a 2020 e até 2025 pretende chegar ao acumulado de R$ 1 bilhão, o que representa 20% de crescimento ao ano.

Para sustentar essas projeções, além dos investimentos em P&D, a Imex ampliou também sua estrutura logística para garantir a entrega de seus produtos com agilidade e eficiência em todo país. A empresa conta com quatro centros de distribuição que somam mais de 10.000 m².

— A visão no cliente sempre foi nosso lema e entendemos que cada vez mais a agilidade no atendimento é um dos fatores decisivos na sua satisfação, por isso, buscamos uma ampliação em nossa estrutura física — finaliza Bianchi.

> Setor de tecnologia passa por revolução no Vale do Itajaí

Outro diferencial para os clientes é o Imex Service, que garante assistência especializada na manutenção dos aparelhos e conta com centrais de distribuição de peças e equipamentos em todas as regiões do país.

Portfólio diversificado é destaque na JPR 2021

Recentemente a Imex participou da 51ª Jornada Paulista de Radiologia (JPR 2021), o maior evento do gênero na América Latina. Na feira, que voltou a ser presencial depois de quase dois anos, a empresa apresentou pela primeira vez seu portfólio completo, a diversidade de equipamentos se destacou entre as empresas que estiveram no evento.

imex medical group
Edison Bianchi, CEO da Imex Medical Group
(Foto: )

Os cerca de 3.500 participantes da JPR 2021, entre congressistas e visitantes corporativos, puderam conhecer de perto lançamentos como o mamógrafo Precision e os equipamentos de densitometria óssea, ressonância magnética, ultrassonografia e tomografia, todos produzidos na sede da empresa em São José, na Grande Florianópolis, com componentes importados da Europa e Ásia.

Acesse o canal Outubro Rosa no NSC Total.

Leia também

Com setor imobiliário aquecido, construtora cresce mais de 100% no Meio-Oeste

Arquitetura do bem-estar: Você já ouviu falar nesse conceito de morar?

Cooperativa agrícola no Alto Vale fortalece comunidade rural

Colunistas