nsc
    dc

    Remédios

    Alergia aos medicamentos: entenda as causas e descubra o tratamento

    Campeões nas reclamações são analgésicos, anti-inflamatórios, ácido acetilsalicílico e dipirona

    17/01/2013 - 13h31 - Atualizada em: 17/09/2019 - 08h57

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    Irritação nos olhos, nariz escorrendo, coceira, formigamento e pele avermelhada são sinais típicos de uma reação alérgica. Mas o que muita gente não sabe é que este tipo de alergia pode ocorrer após tomar algum medicamento. De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai), cerca de 12% da população sofre de alergia a algum tipo de medicamento. E os analgésicos e os anti-inflamatórios respondem por 40% dos casos.

    Segundo o dermatologista Anderson Bertolini, a partir do momento que a pessoa desenvolve alergia a um remédio, permanece alérgico por toda a sua vida. E este medicamento precisa ser sempre evitado.

    – Geralmente quando a pessoa apresenta uma reação cutânea adversa ao medicamento, ela pode sofrer consequências graves como a anafilaxia (inchaço da boca, olhos, língua e, principalmente, da glote) que pode colocar a vida da pessoa em risco – explica.

    A alergia medicamentosa pode surgir logo após tomar o medicamento, ou dias e semanas depois, e isso dificulta o diagnóstico.

    – O ideal é analisar o histórico do paciente e os medicamentos que ingeriu nas últimas semanas. Em alguns casos é possível fazer um teste para comprovar a reação no organismo – destaca o dermatologista.

    As reações mais comuns encontradas são edema (inchaço) da face como nos lábios, olhos e pálpebras, urticária, angiodema, coceira, erupção na pele. Em alguns casos, o paciente pode sentir desconforto respiratório, falta de ar, diarreia, vômito, cólicas intestinais ou choque anafilático que é o grau máximo de alergia.

    – As alergias surgem na pele em forma de placas vermelhas que coçam bastante. Normalmente, o paciente que apresenta inchaço na língua, olhos e lábios sente dificuldades para respirar. Pode ter ainda queda de pressão e desmaios – avisa.

    Quais medicamentos podem causar alergias?

    Os medicamentos que lideram a lista de reclamações nos consultórios médicos são os analgésicos, anti-inflamatórios, ácido acetilsalicílico, dipirona, diclofenaco, barbitúricos (raro), e novocaína.

    – Os antibióticos como penicilina, amoxicilina ampicilina e os anticonvulsivos apresentam uma incidência menor de casos de alergia. Lembrando que os colírios, pomadas, cremes e até vacinas também podem provocar alergia em pessoas sensíveis a estes medicamentos – acrescenta Bertolini.

    As aspirinas também podem causar reações alérgicas, desencadeando no paciente ataque de asma, especialmente em crianças.

    – A reação alérgica ocorre a partir do contato com a medicação. Caso a pessoa identifique algum sintoma alérgico, é fundamental suspender a medicação e procurar ajuda médica. Somente o médico pode identificar a substância e prescrever o melhor tratamento – aconselha.

    Cuidados com o medicamento

    Sempre que um medicamento é utilizado pela primeira vez, é bom manter-se alerta para as reações e os efeitos colaterais. Portanto, não tome remédios de fórmula desconhecida e sem receita médica. E se notar algum inchaço nos lábios ou lesões na pele procure um pronto-socorro.

    Leia as últimas notícias do NSC Total

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas