nsc

    Caminho para Tóquio

    Alex Pussieldi avalia as chances da natação brasileira nos Jogos de 2020

    Modalidade vive a maior crise administrativa e de recursos da história

    13/01/2020 - 21h52

    Compartilhe

    Por Chico Lins
    Pussieldi vê chances de medalha, mesmo diante da crise administrativa da modalidade
    Pussieldi vê chances de medalha, mesmo diante da crise administrativa da modalidade
    (Foto: )

    Uma das principais autoridades em natação do mundo, comentarista do Sportv e ex-técnico de várias seleções, Alex Pussieldi foi o primeiro entrevistado do programa CBN Diário — Caminho Para Tóquio. Na entrevista, o especialista projeta as chances da modalidade nos Jogos Olímpicos de 2020, em águas abertas e nas piscinas.

    — Vivemos a maior crise administrativa, financeira, política e até moral dos esportes aquáticos — afirmou Pussialdi, lembrando a prisão de quatro dirigentes após os Jogos do Rio em 2016.

    Apesar da crise, que impede a Confederação de receber R$ 7 milhões por ano do Comitê Olímpico, Pussialdi vê chances de medalhas nas piscinas, principalmente no revezamento 4x100 livres e com Bruno Fratus, e nas águas abertas, com Ana Marcela Cunha.

    Na história dos Jogos, o Brasil tem 14 medalhas na natação, sendo uma de ouro, com César Ciello em 2008.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas