nsc

publicidade

Talento em pauta

Algum profissional o inspira ou você é a fonte de inspiração no trabalho?

30/07/2015 - 12h23

Compartilhe

Por Redação NSC

Desde criança, estamos sempre nos espelhando em alguém. Um ídolo, um professor, os próprios pais e irmãos. São exemplos que seguimos ou gostaríamos de seguir.

Essa situação não é prerrogativa somente da infância. Já na idade adulta e no exercício da profissão, normalmente acontecem duas situações envolvendo esses espelhos.

Novamente, temos alguém que é uma fonte de inspiração. Alguém que, pelas ideias, conhecimento, capacidade e entusiasmo, nos motiva.

Lembro que tive dois mentores. Não eram meus chefes diretos, mas que bebia cada palavra que diziam e observava cada gesto praticado. Buscava aprender mais e mais com a experiência deles. E o interessante era que cada vez que aprendia alguma coisa com eles, melhor e mais fácil ficava meu trabalho.

Dessa forma, tenho a convicção de que eles me alavancaram enormemente nesta fase de minha carreira. Se você tem alguém assim, faça um caminho que o leve a atingir a conduta que admira.

Perceba nas atitudes desse profissional quais são seus acertos e erros, como ele conduz as mais diversas situações e avalie sobre o que pode ser reproduzido ou adaptado ao seu dia a dia.

E olhe para dentro de si, buscando o melhor caminho a seguir, aquele que o levará não apenas ao sucesso, mas também à felicidade. Sim, já que sucesso não é necessariamente sinônimo de felicidade.

Outra situação é quando você é ou quer ser a inspiração de outros. Isto é particularmente útil nos cargos de liderança. Quanta diferença se percebe entre equipes quando os subordinados se espelham no superior e quando não.

Nesse caso, qual é o caminho? Há vários. Originalidade de pensamentos, coerência nas atitudes, estar aberto a novas ideias dos subordinados e, claro, estar sempre atualizado. Tudo isso se reflete no sucesso profissional.

Se você é um gestor, suas ações devem estar em sintonia com o que você fala. Coerência entre o que se fala e o que se pratica é essencial para ser uma liderança inspiradora e confiável. É preciso também saber ouvir, entender um pouco da alma humana. Basicamente, é preciso gostar de pessoas.

Lembre-se: ser espelho é um processo e não uma atitude isolada ou casual. Mas se você é um espelho, valorize isso. Ser a inspiração de alguém traz responsabilidade e, muitas vezes, um reconhecimento interno de estar fazendo a sua parte para ajudar outras pessoas.

LEIA TAMBÉM:

>> Como o profissional pode construir sua marca pessoal

>> A ética é reflexo dos pequenos atos

>> A nossa falta de foco em um mundo digital

Deixe seu comentário:

publicidade