publicidade

Cotidiano
Navegue por

Ensino improvisado

Alunos do campus da UFSC em Blumenau apontam falta de estrutura na universidade

Reclamações como falta de biblioteca e internet foram relatadas em uma rede social

04/04/2014 - 05h16 - Atualizada em: 04/04/2014 - 05h21

Compartilhe

Por Redação NSC

Parece trote. Mas os primeiros dias de aula no campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Blumenau não são uma brincadeira de mau gosto com os 220 calouros. Evidências de falta de estrutura estão denunciadas em um vídeo, em um grupo do Facebook, além de um manifesto com a assinatura ?Alunos da UFSC campus Blumenau? que chegou ao Santa por e-mail e que também foi postado na rede social.

Esta carta relata nove problemas na unidade que funciona de forma temporária em salas cedidas pelo Instituto Federal Catarinense (IFC), no Badenfurt. No texto, uma estudante de Engenharia de Materiais, que não se identifica, descreve falta de professores, de espaço para refeições e de pessoal para fazer a limpeza de salas.

Em um grupo de 218 participantes no Facebook formado por alunos do campus de Blumenau, estudantes já visualizaram 127 vezes as postagens sobre a situação improvisada no campus. Em 28 de março, um acadêmico pede que colegas enviem e-mails para a ouvidoria cobrando a situação do campus e do RU (restaurante universitário). Um vídeo postado na mesma página, quarta-feira à noite, mostra o que parece ser uma sala sem cadeiras para todos. Os acadêmicos estão sentados no chão e em cadeiras junto às paredes. Não se sabe se o vídeo foi feito durante uma aula. São 29 segundos de imagens com o título Primeiro Dia de Aula na UFSC Campus Blumenau.

>>>Veja quais são as reclamações dos alunos da UFSC em Blumenau

Aluno de Engenharia de Controle de Automação, Eduardo Rafael Nones, 18 anos, conta que o problema começa nos horários das aulas, alterados mais de três vezes em 19 dias, contando a partir da aula magna no Teatro Carlos Gomes.

- E ainda não temos todos os professores. Agora são três professores e quatro disciplinas - calcula Nones.

Outro problema citado pelo manifesto que também circula nas redes sociais é o restaurante universitário: "nos três dias semanais que temos aula no período integral somos obrigados a ir em um dos dois restaurantes que ficam no raio de um quilômetro da nossa sede".

A UFSC reconhece parte dos problemas apontados pelos alunos, mas afirma que licitações já estão em andamento para suprir os serviços que ainda não podem ser oferecidos a contento. Sobre a falta do restaurante, o diretor-geral do Campus de Blumenau, Ubirajara Franco Moreno, explica que a questão deve estar resolvida até maio.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação