publicidade

Saúde
Navegue por

maternidade

Amido de milho para assadura de bebê funciona

Os talcos, no entanto, não devem ser utilizados

06/10/2017 - 13h43

Compartilhe

Por Redação NSC
O amido ajuda a manter uma camada protetora na pele
O amido ajuda a manter uma camada protetora na pele
(Foto: )

Parece conversa de avó que viveu em uma época sem tanto acesso a opções farmacêuticas para combater assadura em crianças, mas é científico: amido de milho ajuda a evitar e a combater assaduras em bebês que usam fraldas.

A dermatologista pediátrica Ana Elisa Kiszewski Bau explica que a assadura, ou dermatite de fraldas, é desencadeada pelo contato da pele do bebê com as fezes, a urina ou a própria fralda. O tratamento busca secar a pele e fazer uma barreira entre ela e a fralda. É aí que entra o amido de milho.

- Ele pode ser utilizado como secante e também para potencializar a barreira quando aplicado sobre a pomada para assadura (aquelas com óxido de zinco, as chamadas pomadas de barreira) - explica Ana Elisa.

Como prevenção, o amido deve ser passado diretamente na pele. Se o problema já estiver instalado, o médico pode orientar a fazer uma mistura com a pomada de tratamento, o amido e um óleo vegetal, formando uma pasta que deve ser aplicada diretamente na área afetada. Mas é importante lembrar que as pomadas com remédio não devem ser utilizadas de forma contínua sem orientação.

A dermatologista Ana Elisa lembra ainda que talcos não devem ser utilizados. Eles têm partículas muito pequenas, que podem ser aspiradas pelo bebê, desencadeando doenças pulmonares. Além disso, o amido é indicado para assaduras e não candidíase na região da fralda, que precisa de tratamento médico.

O amido pode ser utilizado também para evitar brotoejas. Basta misturar uma colher do produto em um copo de água e passar nas partes do corpo onde as crianças suam mais, como o pescoço e as dobrinhas.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação