nsc
    an

    Incerteza

    Ampliação da Arena Joinville é uma incógnita

    Prefeitura aguarda recursos federais para concretizar os planos de expansão

    06/06/2014 - 17h04 - Atualizada em: 06/06/2014 - 17h28

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    A Arena Joinville foi inaugurada em 2004, com capacidade para 15 mil pessoas. Mais tarde, a capacidade do estádio foi ampliada para os atuais 22,5 mil lugares. Na época da inauguração, falava-se em anexar restaurantes e cinema ao estádio, por exemplo.

    As ideias ficaram pelo caminho e a cobrança passou a se concentrar na conclusão do estádio, com mais lugares e nova cobertura.

    Veja como está o andamento de outras nove obras prometidas para a região.

    Primeira promessa

    Os planos para a conclusão do projeto inicial foram expostos desde a inauguração do estádio. Assim, estiveram em pauta em pelo menos três gestões da Prefeitura.

    Principais entraves

    O projeto passou por mudanças. A versão original previa um terceiro anel de arquibancadas, com a cobertura. No governo Carlito, o plano foi trocado pelo tobogã, com estruturas maiores de arquibancadas atrás das traves.

    Atualmente, o Ippuj trabalha em outro projeto. Há pressa em tornar a emenda dos R$ 25 milhões em portaria porque o recurso só poderá ser liberado até julho. Depois disso, em razão das eleições, não será possível conseguir o investimento. E a participação do Governo do Estado, que será de mais R$ 25 milhões, depende primeiro da liberação da verba da União.

    Situação atual

    Está em elaboração um estudo de impacto de vizinhança (EIV) da ampliação da Arena Joinville, já em fase final. O EIV é necessário antes das obras, mas como não foi feito antes, a Felej deu andamento para cumprir mais uma etapa na regularização do imóvel. Por enquanto, a verba a ser destinada ao projeto ainda não está garantida.

    O que falta

    Estão previstas obras de ampliação das arquibancadas e da cobertura do estádio. Ainda não há qualquer mobilização em relação às obras.

    Depende do quê

    A Prefeitura aguarda que seja divulgada a portaria de abertura do protocolo de projetos das emendas coletivas, como a dos R$ 25 milhões para ampliar a Arena, já aprovada pelo orçamento geral da União.

    A ideia é que, contando com um projeto feito pelo Ippuj, com orçamento estimado em R$ 25 milhões, Joinville esteja preparada para cadastrá-lo rapidamente caso seja aberta a portaria do governo federal.

    Nova data para inauguração

    Sem previsão.

    Contraponto

    O presidente da Felej, Fernando Krelling, diz que não há condições de se estabelecer um cronograma de obras enquanto não houver garantias de que Joinville receberá o recurso para a ampliação. O orçamento previsto no Ministério dos Esportes, alerta Krelling, ainda não está assegurado ao Município.

    A expectativa é de que seja divulgada a portaria de abertura do protocolo de projetos das emendas coletivas, como a dos R$ 25 milhões da União que viriam para Joinville.

    -O Município está com os pés no chão, só vamos falar em prazos e planos quando pudermos contar com o orçamento. Mas acho difícil (que venha antes das eleições) porque estamos próximos do prazo eleitoral e já foi gasto muito em estádios para a Copa - avalia.

    Caso a verba seja garantida, caberia ao Município cadastrar os projetos gradativamente nos sistemas previstos pelo Ministério. Sem contar com os recursos federais, é consenso que Joinville não teria condições de viabilizar a obra.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas